Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ASSUNTO DELICADO

Saiba qual trama de Grey's Anatomy foi interrompida por causa do coronavírus

Imagens: Divulgação/ABC

Com ambas mãos feridas, um cabisbaixo ator Giacomo Gianniotti passa os dedos na testa em Grey's Anatomy

O ator Giacomo Gianniotti desolado em imagem do 18º episódio da 16ª temporada de Grey's Anatomy

JOÃO DA PAZ

Publicado em 16/6/2020 - 22h00

O impacto do novo coronavírus (Covid-19) em Hollywood forçou a 16ª temporada de Grey's Anatomy a ser mais curta do que o planejado, com quatro episódios a menos. Uma trama apresentada no 18º capítulo, que o Sony Channel exibiu nesta terça (16), seria continuada mais para frente caso a série não fosse obrigada a parar seus trabalhos abruptamente.

[Atenção: spoilers a seguir]

O episódio da semana (Give a Little Bit) tocou em um assunto delicado, o tráfico de crianças e adolescentes. E a introdução desse tema foi bem dramática, descortinada pelo médico Andrew DeLuca (Giacomo Gianniotti), que esperneou com os colegas e insistiu que uma paciente do hospital Grey Sloan era vítima desse crime. Ninguém o escutou, todos acharam que ele tinha ficado louco. Mas ele estava certo.

Em uma interação no Twitter, Krista Vernoff, a showrunner de Grey's Anatomy, confirmou para uma internauta que essa história continuaria no 22º episódio, o primeiro a ser cortado por causa do coronavírus. Agora, esse assunto importante e que precisa ser debatido voltará à tona na próxima temporada.

Andrew agiu com traços de insanidade justamente porque ninguém o ouvia. Muitos colegas, incluindo a ex-namorada Meredith Grey (Ellen Pompeo), acreditavam que esse comportamento irradio seria um traço de bipolaridade, de um problema mental. Como todo o corpo médico não o ouviu, a menina sequestrada saiu do hospital abraçada com uma traficante de pessoas, fato que só frustou DeLuca ainda mais.

"Ficamos desapontados por não dar continuidade a essa história ainda na 16ª temporada", falou Krista ao site Deadline. "A garota saiu, mas ela retornaria ao hospital, sozinha, na reta final da temporada. Devemos inserir essa situação na nova leva de episódios. É importante tratamos disso [tráfico humano] para oferecer algum tipo de esperança a quem passa por uma experiência trágica como essa."

Em uma live feita para a revista Variety, a protagonista Ellen Pompeo concordou com a showrunner, reforçando que "é muito importante" continuar essa história.

Giacomo Gianniotti com Ellen Pompeo em Grey's Anatomy; desabafo e compaixão na relação


Atuação comovente

O episódio Give a Little Bit foi um show à parte de Giacomo Gianniotti. Ele transmitiu para o telespectador toda a dor e a tristeza de descobrir algo importante, mas ser ignorarado por todos os amigos.

Andrew ficou com a responsabilidade de cuidar de Cindy Wright (Allie Doke), que chegou ao hospital com uma hérnia. Ao tratá-la, o cirurgião residente percebeu algo estranho e procurou um jeito de estar a sós com Cindy e tentar pegar informações dos familiares dela, sem a traficante Opal (Stephanie Kurtzuba), que dizia ser tia da adolescente, por perto.

Mesmo sem conseguir fazer Cindy relevar sua verdadeira situação, Andrew gritou, pedindo aos seguranças do hospital que prendessem Opal. No entanto, médicos fizeram um círculo ao redor do cirurgião e Miranda Bailey (Chandra Wilson), sua chefe, ordenou que os seguranças, na verdade, cercassem Andrew.

Ele pediu demissão e fez um desabafo para Meredith ao dizer que cada vez que ele se esforçou para ajudar pessoas, foi julgado e chamado de louco. A loira conseguiu convencê-lo a somente aceitar uma suspensão, mas como um condição. Meredith precisaria fazer Bailey contatar forças policiais para investigarem Opal e Cindy. A ex-namorada topou e conversou com a chefona. Bailey começou a rezar, esperando que Andrew estivesse errado.

No meio disso tudo, Opal agarrou Cindy pelo braço e ambas saíram do hospital, com a adolescente ainda sentindo dores. A mulher traficante ficou com receio de que a garota tivesse contado alguma coisa para o médico, o que ela não tinha feito.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você acha das demissões de veteranos da Globo?