Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Luta contra a Covid-19

Roteiros sem papel e peruca de estimação: Como Hollywood planeja reabertura

Divulgação/ABC

De óculos, o diretor Michael Medico olha para pequenos monitores enquanto uma cena de Grey's Anatomy é gravada

O diretor Michael Medico (de óculos) em Grey's Anatomy; plano é evitar aglomerar essa gente em cena

JOÃO DA PAZ

Publicado em 1/6/2020 - 19h25

Prestes a completar três meses parada, Hollywood divulgou pela primeira vez um plano detalhado para a reabertura em plena pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que pretende extinguir roteiros em papel e tratar perucas como um bicho de estimação. Em um documento de 22 páginas, produtoras e estúdios rivais, como Netflix, Disney e HBO, se uniram para elaborar tais diretrizes, a serem aprovadas por autoridades.

O documento divulgado nesta segunda-feira (1º) chama a união da indústria de entretenimento americana, com a participação de sindicatos, de Força Tarefa. É um esforço em conjunto pela segurança no trabalho contra a Covid-19. O plano foi enviado para os governadores de Nova York (Andrew Cuomo) e da Califórnia (Gavin Newsom), Estados onde boa parte das atrações é gravada.

Essa proposta cita recomendações básicas que estão na boca do povo, como higienização constante, lavar as mãos durante 20 segundos, manter distância das pessoas, limpeza de ambientes, realização de testes etc. Mas o documento vai além, com ações bem específicas de Hollywood.

Como no caso das perucas, que com o plano apresentado ganham status especial. Usadas em qualquer tipo de produção, seja de época ou não, as perucas terão de ter um cuidado à parte, manuseada pelo mínimo de pessoas possível, com uma limpeza manual. E restrita apenas ao ator/atriz e a quem for o responsável pelo acessório.

Ao citar o uso de papel, a proposta sugere que o uso dele "deve ser minimizado. Opções alternativas, como roteiros eletrônicos, devem ser exploradas". E se isso não for possível, "os roteiros em papel devem ter o nome específico da pessoa que vai manuseá-lo. E não deve ser compartilhado com mais ninguém".

Entre as especificidades do extenso documento, outras sugestões chamam a atenção. Seguindo a ordem de evitar aglomeração de pessoas em um mesmo local, há uma orientação que "desencoraja" gravações com plateia, o que afeta realities shows de auditório e comédias (como Mom, por exemplo). Dentro dessa linha, é estimulada a ideia de manter reuniões virtuais com os roteiristas, atores e produtores. Encontros presenciais só quando for absolutamente inevitável.

Os testes de elenco, quando produtores escolhem quais serão os atores de uma nova atração, deverão ser feitos online. Ou o candidato pode mandar um vídeo de uma cena em particular para ser analisada.

Cenas ao ar livre (comum em dramas policiais) podem ser executadas, mas controlando ao máximo o número de pessoas participantes, sejam nas cenas ou atrás das câmeras. É recomendado que esses trabalhos externos ocorram em lugares bem espaçosos, para o distanciamento social ser respeitado.

E para locações internas, como uma casa, o que fazer? Fora o óbvio (não alugar um imóvel que teve caso de Covid-19 entre os residentes), a proposta é controlar a entrada de todas as pessoas, fazendo testes, checando a temperatura corporal e coisas do tipo. Esse tipo de local tem de ser limpo e ventilado (ou seja, nada de cenas em lugares sem janela e muito apertados).

O problema das viagens também foi citado. O objetivo é não ficar fazendo muito vai e volta, colocando os atores quase em um confinamento, suprimindo a ideia de o elenco ficar indo para casa de avião depois de um dia de gravação.

As produtoras e estúdios deixam claro no documento que "os trabalhos só serão retomados após a aprovação das autoridades". Todos os envolvidos se comprometeram a cumprir os protocolos apresentados, assim que forem autorizados para tocarem a reabertura de Hollywood.

As empresas que assinaram o documento: Amazon, Apple, CBS, Columbia, Disney, Fox, HBO, NBCUniversal, Netflix, Paramount, Sony e Warner Bros. Entertainment.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?