SEGUNDA TEMPORADA

Rodrigo Lombardi coloca saúde em risco para parecer 'acabado' em Carcereiros

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Roadrigo Lombardi na segunda temporada de Carcereiros: ator enfrentou problemas durante as gravações - REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Roadrigo Lombardi na segunda temporada de Carcereiros: ator enfrentou problemas durante as gravações

VINÍCIUS ANDRADE - Publicado em 29/03/2019, às 05h38

Protagonista de Carcereiros, Rodrigo Lombardi enfrentou diferentes problemas durante as gravações da segunda temporada de série, que estreia em 16 de abril na Globo. O ator fez dieta do sono, teve picos de estresse, se alimentou mal e sofreu com crises de pressão alta. "Esse trabalho me valeu por três novelas", confessa ao Notícias da TV.

A dieta do sono foi um "recurso" que Lombardi descobriu ainda nas filmagens da primeira temporada, quando recebeu o convite para assumir o protagonista às pressas. Ele acreditava que o seu personagem, Adriano, tinha que parecer sempre cansado. O papel seria de Domingos Montagner (1962-2016), morto durante um mergulho no rio São Francisco nas gravações da novela Velho Chico.

"Dormia quatro horas por noite. A dieta do sono foi uma coisa que eu tive a iniciativa de fazer na primeira temporada, mas se eu não fizesse ela viria. Só precisei adiantar um pouco. Na segunda temporada, veio também. O volume de trabalho é estressante. Todas as cenas são muito conflituosas, intensas. A tensão é muito grande, e isso acaba indo pra vida do ator", diz Lombardi.

"Esse trabalho me valeu por três novelas, porque na novela você grava uma cena, toma uma água, dá um conselho pra um amigo e descansa quando o amigo vai gravar a cena dele. Você só vai trabalhar [de novo] depois de três horas. Aí faz mais 12 cenas e descansa mais cinco. Em Carcereiros, eram 12 horas diárias, comigo em todas as cenas. Me sentia na segunda série, porque tinha que levantar a mão pra pedir pra fazer xixi", ri o ator.

As gravações da segunda temporada, que aconteceram em São Paulo e foram realizadas no primeiro semestre do ano passado, duraram 12 semanas. Nesse período, Rodrigo não sabe com precisão quantos dias dormiu mal. Mas lembra que era impossível descansar nos dias em que precisou gravar à noite. Ele não conseguia regular o sono para trabalhar de madrugada e dormir durante o dia.

"Tive picos de pressão bem frequentes por conta dessa série. Mas você está ali dentro e o trabalho flui. A gente perde a noção do tempo. O problema é que você dorme mal, depois você come mal. E quando come mal, você fica mal-humorado. Quando fica mal-humorado, você rende menos. Mas, nesse caso, rende melhor porque era o que personagem exigia. Mas não façam isso em casa", pede o galã.

Durante as filmagens, Lombardi também ficou longe da mulher, Betty Baumgarten, e do filho Rafael, que moram no Rio de Janeiro. Em São Paulo, o ator ficava hospedado em um flat. O que, segundo ele, teve o seu lado positivo.

"Eu parei de fazer exercício e tive muitos picos de estresse, muitos. Quando acabava o dia [de gravações], saía e ia pro flat. O que não quer dizer que eu deixava no set o trabalho de Carcereiros, você acaba levando pra sua vida. E, por esse lado, foi até bom eu ficar no flat sozinho, porque eu não queria entregar essa energia pra minha mulher e pro meu filho. Quando acabou a série, ainda demorou um pouquinho pra desintoxicar, mas é a vida do ator", reflete.

Terceira temporada

Apesar de todo o desgaste e cansaço, Rodrigo Lombardi não pensa em abrir mão de interpretar Adriano em outras temporadas --a terceira já está confirmada, mas não há previsão para o início das gravações. "É um prazer fazer o Adriano. Eu acho que existem tantas histórias de Carcereiros que não foram contadas", afirma.

Os 14 novos capítulos da segunda temporada de Carcereiros estão disponíveis no Globoplay. Além de Rodrigo Lombardi, o elenco fixo da série conta com Letícia Sabatella, Othon Bastos, Samantha Schmütz, Mariana Nunes e Tony Tornado. O primeiro episódio, que será exibido na Globo em 16 de abril, uma terça-feira, conta com participação especial de José Loreto e Monica Iozzi.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook