'VAMPIRÃO' NA NETFLIX

O Mecanismo alivia para o PT e aponta Temer como grande corrupto do Brasil

Fotos: Reprodução/Netflix

Samuel Thames (Tonio Carvalho), o Temer de O Mecanismo, articula impeachment da presidente Dilma - Fotos: Reprodução/Netflix

Samuel Thames (Tonio Carvalho), o Temer de O Mecanismo, articula impeachment da presidente Dilma

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 09/05/2019, às 05h34

[Atenção: este texto contém spoilers]

Criticada por falar mal do PT e dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, a série O Mecanismo volta à Netflix nesta sexta-feira (10) com um novo alvo: Michel Temer --ou Samuel Thames, sua versão ficcional. Chamado de "vampirão", o político é apontado como o maior corrupto do Brasil.

Já o Partido dos Trabalhadores ganha uma colher de chá. Os políticos continuam envolvidos na roubalheira que toma conta do país, mas o drama criado por José Padilha também enumera alguns dos avanços na sociedade durante o governo Lula.

Braço direito da delegada Verena (Caroline Abras) na Operação Lava Jato, o policial Vander (Jonathan Haagensen) tem uma crise de consciência quando é escalado para fazer a condução coercitiva de Lula (que na série virou Gino e é interpretado por Arthur Kohl). Ele revela que foi o primeiro membro de sua família a fazer faculdade, tudo por causa das políticas inclusivas do ex-presidente.

Verena também começa a questionar a importância de suas investigações depois de perceber que a Lava Jato passou de uma operação policial para uma manobra política, e chega a questionar se deve continuar mergulhando na lama.

A mudança de tom com relação ao PT é tão evidente que a atração até volta atrás em um dos momentos mais criticados do primeiro ano. Na ocasião, a ficção botou na boca de Gino a frase "temos que estancar a sangria", que na realidade foi dita por Romero Jucá, um dos articuladores do impeachment de Dilma Rousseff. Agora, a sentença é repetida por Lúcio Lemes (Michel Bercovitch), o Aécio Neves da ficção.

E por falar em Dilma, sua versão ficcional, Janete Ruscov (Sura Berditchevsky), é apresentada como vítima das manipulações de seu vice e da própria falta de tato para entrar no jogo da política --a máquina da corrupção que Padilha define como O Mecanismo. Como ela se recusa a fazer concessões ao Congresso, acaba abatida.

Lúcio Lemes (Michel Bercovitch) cheira cocaína no banheiro no sexto episódio da série


'Vampirão' e cocaína no banheiro

Thames/Temer, por sua vez, tem todo o jogo de cintura necessário para articular, manipular e conspirar. A derrocada de Janete/Dilma é definida pela série como um "golpe" (para alegria dos petistas), e o ex-delegado Marco Ruffo (Selton Mello) afirma com todas as letras que o vice alçado a presidente é o jogador mais perigoso da política nacional.

Curiosamente, dois dias antes da estreia da temporada, Temer teve sua prisão determinada. Na noite de quarta (8), o Tribunal Regional Federal da 2ª Região decidiu que o ex-presidente volte para a cadeia. Ele é acusado de chefiar uma quadrilha que recebeu R$ 1 milhão de propina para a construção da usina de Angra 3. Segundo o Ministério Público, o valor das movimentações do político chega a R$ 1,8 bilhão.

O "vampirão" ainda é atacado por causa de seu partido, então chamado de PMDB. A investigação de Ruffo levanta que a corrupção não começou no governo do PT e volta no tempo para mostrar que a sujeira já estava espalhada desde a retomada da democracia, em 1985 --ele nem mexe na ficha dos presidentes militares, pois "os arquivos de todos os desvios não caberiam em uma sala".

É aí que o PMDB leva um golpe direto: o delegado conclui que o partido está na base de apoio de todos os governos, sejam de esquerda ou de direita, um aliado para todas as horas --desde que o poder venha na garupa.

Um político do PSDB também apanha da turma de Padilha: Lúcio Lemes/Aécio Neves aparece cheirando cocaína no banheiro. Por precaução jurídica, é melhor evitar qualquer comentário sobre o assunto...

A segunda temporada de O Mecanismo chega à Netflix nesta sexta (10). São oito episódios, com elenco liderado por Selton Mello, Caroline Abras, Enrique Diaz e Jonathan Haagensen. Otto Jr. interpreta o juiz Rigo (Sergio Moro) e Emilio Orciollo Netto faz Ricardo Bretch (Marcelo Odebrecht). Confira o trailer dos novos capítulos:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual reprise da Globo você mais quer ver?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook