CAROLINE ABRAS

Atriz de O Mecanismo revela que amigos boicotam seu trabalho na série da Netflix

Divulgação/Netflix

A atriz Caroline Abras durante coletiva de imprensa da segunda temporada de O Mecanismo - Divulgação/Netflix

A atriz Caroline Abras durante coletiva de imprensa da segunda temporada de O Mecanismo

LUCIANO GUARALDO, no Rio de Janeiro - Publicado em 08/05/2019, às 06h07

Protagonista da série O Mecanismo ao lado de Selton Mello, a atriz Caroline Abras revela que seu trabalho na produção da Netflix não foi visto por parte de seus colegas. A atriz faz parte de um grupo de atores engajados politicamente e alinhados à esquerda, e o discurso antipetista da atração de José Padilha não pegou bem entre seus amigos.

"Olha, com relação aos meus colegas, quem acompanhou a série como uma obra ficcional me perguntava muito sobre o processo criativo. Mas quem se prendeu à coisa ideológica e política nem assistiu à primeira temporada. (risos) Quem estava muito com a cabeça naquele momento decisivo, de pré-eleições, não viu mesmo. Sendo muito realista, foi isso", disse a atriz em evento com a imprensa na terça (7).

Em O Mecanismo, Caroline interpreta a delegada Verena Cardoni, responsável por dar o pontapé na Operação Lava Jato, com a supervisão do delegado aposentado Marco Ruffo (Selton Mello). Lançada no ano passado, a primeira leva de episódios chamou a atenção por colocar o PT como o maior responsável pela corrupção que assola o Brasil --o que, claro, irritou defensores da esquerda.

Durante a divulgação da primeira temporada, o ator Enrique Diaz, também inclinado à esquerda, afirmou que precisou encarar O Mecanismo como uma obra totalmente ficcional para conseguir dormir à noite com a consciência tranquila.

Assim como o colega, Caroline precisou abrir a mente para conseguir encarar seu trabalho na atração da Netflix. "Eu digo que participar dessa série é um exercício de democracia aplicada, porque a gente tem que trabalhar muito a empatia, a tolerância, a gente aprende bastante. E aprende também a expandir o olhar, a sair um pouco da nossa bolha, acho que é bem interessante", filosofa ela.

Sobre os amigos que de fato viram o programa, a atriz conta que recebeu um feedback positivo... como obra de ficção, e não como a história baseada em fatos reais que ela é (ou deveria ser).

"Quem viu estava muito interessado em saber o que ia acontecer na segunda temporada, se a Verena sai do hospital, o aspecto ficcional. Eles também perguntavam muito do processo, que foi lindo, uma das experiências mais ricas que eu já pude vivenciar na minha carreira", desconversa.

Antes de estrelar O Mecanismo, Caroline passou pela Globo, mas sempre em papéis coadjuvantes. Ela fez novelas como Avenida Brasil (2012) e I Love Paraisópolis (2015) e também esteve na minissérie Felizes Para Sempre? (2015). Ela chegou a ser contratada para um personagem de destaque em Assédio, mas abriu mão por causa de seu compromisso com a Netflix --o papel ficou com Elisa Volpatto.

A segunda temporada de O Mecanismo chega à Netflix nesta sexta-feira (10). A história começa de onde a primeira acabou, com a reeleição da presidente Janete Ruscov (Sura Berditchevsky, fazendo as vezes de Dilma Rousseff), e vai até a votação do impeachment dela. Uma das novidades é a abertura, que coloca políticos reais, como Luiz Inácio Lula da Silva, Michel Temer e Aécio Neves como ladrões.

Confira o trailer dos novos episódios:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual novela a Globo deve passar após Fina Estampa?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook