Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Vem por aí

Nova safra de séries tem espionagem com ex-Walking Dead e caos em Wall Street

Reprodução/ABC

A atriz Lauren Cohan em cena do primeiro episódio de Whiskey Cavalier, drama de espionagem da ABC - Reprodução/ABC

A atriz Lauren Cohan em cena do primeiro episódio de Whiskey Cavalier, drama de espionagem da ABC

JOÃO DA PAZ

Publicado em 2/1/2019 - 5h27

Janeiro será agitado na TV norte-americana, com a estreia de quatro séries que prometem dar o que falar. Elas fazem parte da mid season, temporada de lançamentos que vai do começo do ano até maio. As apostas vão de bastidores da maior queda na Bolsa de Valores de Nova York a um drama baseado em HQ sobre uma escola de assassinos.

Vale ainda mencionar a primeira série que Lauren Cohan, a Maggie de Walking Dead, irá protagonizar. A trama de espionagem Whiskey Cavalier chega em fevereiro.

Saiba mais das cinco principais apostas da nova safra de séries da mid season:

divulgação/showtime

Don Cheadle com Andrew Rannells e Regina Hall em imagem promocional de Black Monday

Black Monday, 20 de janeiro
Um dos momentos mais aterrorizantes da história do mercado financeiro mundial ganhou uma versão cômica. Black Monday irá narrar os bastidores antes da tragédia que derrubou a Bolsa de Valores de Nova York em 19 de outubro de 1987.

Conhecido como Segunda-Feira Negra, o dia ficou marcado pela queda de 22% nas transações da bolsa, o dobro do registrado em 1929, que desencandeou anos de recessão econômica, no período conhecido como Grande Depressão.

Ex-House of Lies, o indicado ao Oscar Don Cheadle volta à TV no papel de Rod "The Jammer" Jaminski, um corretor alucinado, viciado em cocaína, que quer ser uma lenda no mundo das finanças. A série conta ainda com Andrew Rannells (Girls, The Romanoffs), outro corretor que faz de tudo para ser o melhor de Wall Street.

divulgação/syfy

María Gabriela de Faría em Deadly Class, série adaptada de uma história em quadrinhos

Deadly Class, 16 de janeiro
Vale ficar de olho em Deadly Class, do canal Syfy, porque a série tem uma missão dificílima: adaptar para a TV um dos quadrinhos mais elogiados da década. Ambientada nos anos 1980, com traços estilo noir e uma trama incomum, a HQ encantou os fãs, que acompanharam a história de Marcus, um recruta adolescente de uma escola particular de elite, na qual jovens criminosos estudam e aprendem a matar. É uma Harry Potter para os bad boys.

Na criação da série estão os irmãos Anthony e Joseph Russo, diretores que trabalharam em quatro filmes de super-heróis da Marvel, entre eles o aclamado Vingadores: Guerra Infinita (2018). O elenco de Deadly Class conta com María Gabriela de Faría (a Isa, de Isa TKM), Benedict Wong (o imperador Khan, de Marco Polo) e Lana Condor (a Lara Jean, do filme Para Todos os Garotos que Já Amei).

divulgação/tnt

Chris Pine (Star Trek) vive um jornalista na minissérie I Am the Night, atração do canal TNT

I Am the Night, 28 de janeiro
O canal TNT fez uma minissérie que tem tudo para causar burburinho. Com direção de Patty Jenkins, de Mulher-Maravilha (2017), I Am the Night conta uma história de investigação emaranhada que envolve o caso da atriz Elizabeth Short (1924-1947), a Dália Negra. A morte dela virou manchete na metade do século passado devido à monstruosidade do assassinato. A atriz teve o corpo todo mutilado.

India Eisley vive Fauna Hodel uma jovem que descobre ser adotada e passa a investigar seu passado. Acaba cruzando o caminho do médico George (Jefferson Mays), suspeito de participar do crime de Elizabeth. Chris Pine (Star Trek) faz um jornalista. A história já foi contada no cinema por Brian De Palma, no longa Dália Negra (2006).

divulgação/fox

Saniyya Sidney, do filme Um Limite Entre Nós, é protagonista da série The Passage, da Fox

The Passage, 14 de janeiro
O best-seller The Passage, de Justin Cronin, chega à TV adaptado por Liz Heldens (roteirista de Friday Night Lights) e produzida por Ridley Scott (Blade Runner, Perdido em Marte). A Fox irá exibir o drama que mistura o fim do mundo com vampiros. A cereja no bolo é que a salvadora da humanidade é apenas uma menina.

O livro, de 816 páginas (mais grosso do que um exemplar de Game of Thrones), é na verdade uma história familiar, entre uma criança e uma figura paterna, que a protege. A menina Saniyya Sidney (Um Limite Entre Nós) será a heroína da trama. O "paizão" da atração será interpretado por Mark-Paul Gosselaar (Franklin & Bash).

divulgação/abc

Scott Foley divide o protagonismo de Whiskey Cavalier com Lauren Cohan, de Walking Dead

Whiskey Cavalier, 27 de fevereiro
Os críticos americanos que assistiram ao episódio de estreia de Whiskey Cavalier (ABC) a aprovaram. É a primeira série que Lauren Cohan, a Maggie de The Walking Dead, protagoniza na TV norte-americana. Caso o drama registre boa audiência e seja renovado, Maggie será forçada a desaparecer da atração zumbi. Já um fracasso daria à atriz a chance de continuar na produção que a consagrou.

Lauren vive Francesca Trowbridge, uma agente da CIA que bate cabeça com um colega do FBI, Will Chase (Scott Foley, de Scandal) durante uma investigação. Cheios de si, eles têm de engolir o orgulho para conseguirem trabalhar juntos. A atriz irá reencontrar Tyler James Williams (o Chris de Todo Mundo Odeia o Chris), que fez dez episódios de The Walking Dead entre 2014 e 2015.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?

Muito bom, tem todo o conteúdo que os fãs da Disney amam.
19.70%
O catálogo é bom, mas há falhas e problemas no aplicativo.
8.47%
Não gostei, o conteúdo não me interessou.
17.50%
Não assinei, achei o preço muito alto.
54.33%