Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NICOLE ARI PARKER

No embalo do Black Lives Matter, atriz enfrenta racismo policial em Chicago P.D.

Divulgação/Universal TV

Vestida com um terninho, Nicole Ari Parker encara Jason Beghe em cena de Chicago P.D.

Nicole Ari Parker é a novidade na oitava temporada de Chicago P.D.; personagem com consciência

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 24/1/2021 - 7h00

Ligada no noticiário, a série Chicago P.D. decidiu abordar o movimento Black Lives Matter e a morte brutal de George Floyd (1974-2020) em sua oitava temporada. Para bater de frente com o racismo policial e as atitudes controversas de Hank Voight (Jason Beghe), entra em cena a superintendente-adjunta Samantha Miller, vivida por Nicole Ari Parker.

Em conversa exclusiva com o Notícias da TV, a atriz de 50 anos conta que não se intimidou com tudo o que sua personagem representa nem com o fato de entrar em uma atração consagrada "já querendo sentar na janelinha".

"Eu sou uma mulher negra, interpretando uma negra em um cargo de poder, que encara um policial branco e muito experiente. A minha entrada na série não é um acidente, é o que está acontecendo em todo o país. As questões de raça, gênero, política, justiça... Os roteiristas estão se debruçando nisso e se certificando de que todas as vozes sejam ouvidas", define Nicole.

A artista ainda valoriza que, por ser uma trama baseada em fatos reais e extremamente atuais, o arco da brutalidade policial contra negros não será encerrado tão cedo. "Não tem um final feliz a cada episódio, é uma batalha constante, precisamos mudar a definição de qual abordagem tomar para resolver esses problemas que enfrentamos. Não dá para amarrar essa história com um lacinho bonitinho e dizer que acabou de vez."

Racistas não passarão

Em Chicago P.D., o detetive Atwater (LaRoyce Hawkins) precisou escolher entre proteger a memória de Doyle (Mickey O'Sullivan), um policial racista que morreu após abordar um homem que ele havia considerado suspeito, ou defender seus ideais e combater o preconceito racial dentro da polícia.

Único agente negro da equipe liderada por Voight, ele preferiu falar a verdade e agora se torna alvo de outros policiais. Chega a enfrentar o próprio chefe e a ser espancado por amigos de Doyle. Nesse contexto, a personagem de Nicole aparece para botar ordem na casa. Defensora da reforma policial, ela tenta ajudar o sargento a se adaptar à nova realidade, sem tolerar qualquer desvio de conduta. Acaba dando a ele um conflito existencial.

A atriz reconhece que tem um adversário de peso pela frente. Apesar de suas atitudes controversas, Voight é muito querido pelos fãs da série. "Acho que amamos Hank porque ele tem uma convicção muito forte. Nós respeitamos pessoas que acreditam em algo e levam suas vidas de acordo com isso. É algo que vemos nos líderes políticos, nos pregadores religiosos. Em um cenário caótico, vamos ser atraídos por quem tem mais certeza de seus ideais, mesmo que eles sejam errados", especula a artista.

"Só que, quando somos atraídos por essas pessoas, e a solução não chega, e o problema continua existindo, é importante ser confrontado com outro tipo de convicção que pode melhorar a situação. Certo é certo, errado é errado, e precisamos ter certeza de que temos essa distinção bem clara", sentencia ela.

Nicole também valoriza a representatividade de ter uma mulher negra vivendo uma personagem forte e em posição de poder em uma série tão popular. "Quando eu consegui o papel, fiz minha pesquisa e descobri uma superintendente negra na vida real. Ela falou que, quando tinha cinco anos, viu uma série que durou poucos episódios, mas mudou a vida dela. A protagonista era uma mulher negra no poder, que tomava decisões e prendia os bandidos. E ela decidiu que queria fazer isso também, e não só fez isso como subiu ao topo da carreira", lembra.

"Em Chicago, a superintendente só fica abaixo do prefeito na hierarquia. Então, essa mulher liderou milhares de policiais. Não dá para subestimar quão poderosa é ter uma imagem dessas na TV para todos nós. Eu fico honrada por fazer parte dessa série", conclui a atriz.

A oitava temporada de Chicago P.D. estreia nesta segunda (25) no Universal TV. Será um esquema de maratona com as três séries da franquia One Chicago a partir das 21h30. Começa com a sexta temporada de Med, seguida pela nono ano de Fire e, no fim, o episódio com os policiais.


Leia também

Web Stories

+
42 anos depois: Por onde anda o elenco da novela Pai Herói?A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do reality

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?