Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

VEM AÍ

Netflix fará remake gringo da série brasileira Julie e os Fantasmas

Divulgação/Nickelodeon

Julie (Mariana Lessa) e os fantasmas da série brasileira: Fábio Rabello (à esq.), Bruno Sigrist e Marcelo Ferrari - Divulgação/Nickelodeon

Julie (Mariana Lessa) e os fantasmas da série brasileira: Fábio Rabello (à esq.), Bruno Sigrist e Marcelo Ferrari

LUCIANO GUARALDO

Publicado em 9/4/2019 - 12h31

A Netflix anunciou nesta terça-feira (9) que vai produzir um remake norte-americano da série brasileira Julie e os Fantasmas (2011-2012), exibida na TV aberta pela Band e na TV paga pela Nickelodeon. A produção da atração musical ficará a cargo de Kenny Ortega, diretor da franquia fenômeno High School Musical (2006-2008).

Julie and the Phantoms será um dos dois projetos que Ortega já toca na plataforma de streaming. Ele assinou um acordo de vários anos com a Netflix. 

Julie e os Fantasmas ganhou repercussão internacional ao ser indicada para o Emmy Kids de melhor série juvenil. Fora do Brasil, passou na Nickelodeon em toda a América Latina, e na Itália foi transmitida pelo canal Super!.

A série contava a história de Julie (Mariana Lessa), uma jovem apaixonada por música que começa a tocar com uma banda formada por três fantasmas, Daniel (Bruno Sigrist), Martim (Marcelo Ferrari) e Félix (Fabio Rabello), mortos há 25 anos.

Os showrunners de Julie and the Phantoms serão Dan Cross e David Hoge (The Thundermans e Par de Reis). Criadores da série original, Hugo Janeba e João Daniel Tikhomiroff serão produtores da adaptação norte-americana.

Kenny Ortega também vai produzir para a Netflix a adaptação da série de livros Auntie Claus (Titia Noel, em adaptação livre), da autora Elise Primavera. As obras contam a história de uma menina que decide investigar porque sua tia apaixonada pelo Natal desaparece todo fim de ano.

O diretor e coreógrafo ganhou fama nos anos 1980 e 1990 ao trabalhar com artistas como Michael Jackson, Madonna, Olivia Newton-John e Elton John. Ele também dirigiu episódios de séries como Gilmore Girls (2000-2007) e Ally McBeal (1997-2002), além da franquia Descendentes, no Disney Channel.

Ele também ganhou três Emmys em sua carreira: pela coreografia do primeiro High School Musical, em 2006, e em 2002 foi premiado em dobro, pela direção e coreografia da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?