Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Síndrome do Pânico

Atriz da Globo, Mariana Santos revela que ia trabalhar chorando: 'A arte me salvou'

Estevam Avellar/TV Globo

A atriz Mariana Santos durante o lançamento da nova temporada de Malhação na segunda (8) - Estevam Avellar/TV Globo

A atriz Mariana Santos durante o lançamento da nova temporada de Malhação na segunda (8)

FERNANDA LOPES, no Rio de Janeiro

Publicado em 9/4/2019 - 6h21

Mariana Santos ficou conhecida na Globo por seus papéis cômicos em programas e novelas, mas conta que era comum até pouco tempo atrás chegar à emissora chorando. A atriz revela que sofreu durante muitos anos de sua vida de síndrome do pânico e até hoje se sente vulnerável em algumas situações. Além de tratamento psicológico, ela acredita que foi salva pelo trabalho.

"Tive síndrome do pânico, tratei a vida inteira. Ninguém nunca soube. Quantas vezes fui trabalhar em pânico, tinha que pegar [estrada de] serra, eu ia tremendo, em pânico, chorando. Chegava no Projac, enxugava as lágrimas e entrava sorrindo. Passava", lembra.

"Toda a minha vida foi com dificuldade. Pra sair de casa foi difícil. Eu sou uma pessoa muito forte, a arte me salvou. Meu amor pelo teatro é tão grande que eu ia com pânico fazer peça. O palco era o único lugar em que eu não tinha pânico, um lugar com exposição tamanha", complementa a atriz.

Mariana não sabe dizer em que momento começou a desenvolver síndrome do pânico, um transtorno de ansiedade que provoca crises intensas de medo e desespero nos pacientes. Ela acredita que deve ter a ver com algum momento de sua infância.

"Eu acho que nossos pânicos vêm da infância. Nada grave, uma criança vai desenvolver [a síndrome] e outra não. Eu fui escolhida. Fiz muita terapia, tô sem fazer há um tempinho, tenho que voltar porque é bom. Mas consegui ir vencendo isso, trabalhando. Eu não podia parar de trabalhar, e isso foi muito bom. Se você é rico, de repente com pânico você vai ficar dormindo, quietinho no teu ninho. Se você tem que sair, trabalhar e ganhar seu dinheiro, você vai à luta", opina.

Em fevereiro, Mariana estreou uma peça em São Paulo em que sua personagem também lida com síndrome do pânico. Ela passou a viver na capital paulista e viaja sempre para o Rio de Janeiro --e cada ponte aérea é uma superação.

"Tenho medo de avião, mas fui morar em São Paulo porque amei a cidade. Tive pânico de voar durante muitos anos da minha vida, e toda ponte aérea que eu pego, eu venço e me sinto mais forte", afirma.

Mariana volta constantemente para o Rio para gravar a nova temporada de Malhação, em que interpreta a personagem Carla, mãe de dois adolescentes. Aos 42 anos, a atriz diz que já vê os jovens atores como seus filhos e que não pretende engravidar na vida real, e sim adotar.

"Nunca me cobrei maternidade. Ainda existe uma cobrança muito grande para a mulher, tipo: 'E aí, vai ter filho quando?'. Acho que meu filho tá por aí, só que não vai sair daqui [de seu ventre]. Sei disso desde pequena, me imagino adotando, não me imagino grávida. Se meu filho estiver por aí, vai chegar", afirma.

Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas