Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CRIMINAL

Kit Harington rouba a cena na pele de boy lixo em série policial da Netflix

IMAGENS: DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Com um paletó azul esverdeado, Kit Harington aparece com uma barba rala em uma sala de interrogação em Criminal - Reino Unido

Kit Harington na segunda temporada de Criminal - Reino Unido; ator indicado ao Emmy brilha na Netflix

JOÃO DA PAZ

joao@noticiasdatv.com

Publicado em 23/9/2020 - 6h45

Em seu primeiro papel pós-Game of Thrones (2011-2019), Kit Harington rouba a cena na segunda temporada de Criminal - Reino Unido, série policial da Netflix com quatro novos episódios disponíveis. Mesmo com duas indicações ao Emmy na pele de Jon Snow, ele nunca convenceu os críticos mais exigentes. Agora, o ator prova ser capaz de encarnar personagens carregados de emoção.

A estrutura da série Criminal exige algo a mais do elenco. Afinal, é uma trama policial sem tiros, porradas ou bombas. Na há perseguição de carros, lutas nem dublês. E nada de cenas externas com paisagens chamativas. O trabalho é todo dentro de uma sala de investigação na qual o ator da vez interpreta uma pessoa suspeita de um crime. O que sustenta a história são os gestos, os movimentos bruscos ou leves, a expressão facial e o tom de voz.

Harington está no segundo episódio da leva atual. Ele vive Alex, um empresário acusado de estuprar uma jovem funcionária. Os inspetores Natalie Hobbs (Katherine Kelly) e Tony Myerscough (Lee Ingleby) acreditam piamente que ele é o culpado. Por isso, tentam extrair dele alguma confissão.

Sem spoilers, dá para dizer que Alex é um boy lixo. Inocente ou não, ele se envolveu em um caso problemático. O suposto crime ocorreu após um happy hour em uma sexta-feira, na qual o chefe foi com sua equipe para um pub tomar algumas bebidas. A jovem Sarah foi parar na casa de Alex, e os dois fizeram sexo. Ele não nega o ato, mas afirma que foi consensual.

Uma das virtudes de Criminal é colocar o telespectador como se fosse um detetive do caso. O público observa o que falam tanto os acusadores quanto o suspeito. Conforme fatos são revelados, dá para montar um veredicto, seja contra ou a favor de quem é o alvo das denúncias.

Tudo em Criminal depende dos atores. Assim, os episódios só ficam atraentes quando há a entrega de um bom trabalho. E é isso o que ocorre no capítulo com a participação de Harington, que faz um monólogo de seis minutos na abertura do episódio, sem cortes.

Basta pouco tempo de cena para sacar que quem está sentado ali é um cara arrogante, que se acha o tal, o gostosão. Seu personagem precisa de um ar pedante e superior, que Harington consegue demonstrar com destreza.

Para descobrir se ele é culpado ou não, além de outros pormenores, só mesmo assistindo. E vale a investida, pois o episódio passa rápido, é interessante e leva à reflexão.

Com outra postura, Kunal Nayyar brilha em Criminal - Reino Unido

Kunal Nayyar irreconhecível

Outro ator famoso que brilha na segunda temporada de Criminal é Kunal Nayyar, o Raj de The Big Bang Theory (2007-2019). Esse é o seu primeiro grande trabalho após o fim da comédia nerd. Barbudo, com um semblante sombrio, ele interpreta Sandeep Singh, um assassino convicto que pode estar ligado a um caso sem solução.

Os inspetores o retiram de uma penitenciária e o levam para a sala de interrogação. Eles argumentam que Sandeep tem conexão com a morte de uma mulher. O criminoso diz que nada tem a ver com isso e, enquanto delibera sobre seu álibi, pensa em um plano para diminuir sua pena: apresentar provas de um crime famoso: o desaparecimento de um garoto.

Fica a dúvida se Sandeep está dizendo a verdade, se a informação que tem é concreta. O telespectador também fica cabreiro, como os inspetores, balançando entre acreditar em um matador ou não. E a atuação surpreendente de Nayyar só dificulta na tomada de decisão.

Com episódios que se passam na França, Alemanha, Espanha e Reino Unido, Criminal é uma franquia que merece ser vista. E não precisa nem assistir aos episódios na sequência. Basta escolher um e aproveitar.

Mais do que brincar de detetive, o telespectador perceberá que a série provoca outros sentimentos, como florescer alguns preconceitos guardados dentro de si que sequer são percebidos.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou do final de Amor de Mãe?