Série policial

Estreia de FBI no canal Universal perde apenas para jogo de futebol

Divulgação/CBS

Os atores Zeeko Zaki e Missy Peregrym no primeiro episódio da série FBI, atração do Universal TV - Divulgação/CBS

Os atores Zeeko Zaki e Missy Peregrym no primeiro episódio da série FBI, atração do Universal TV

REDAÇÃO - Publicado em 13/11/2018, às 12h56

Série novata mais vista nos Estados Unidos, FBI teve uma ótima audiência em sua estreia no Brasil. Exibido no Universal TV na última terça (6), o primeiro episódio da trama policial só perdeu para o Sportv, com o jogo decisivo entre Fortaleza e CSA, pela Série B do Campeonato Brasileiro, confronto no qual o time cearense poderia se sagrar campeão.

A criação de Dick Wolf, lendário produtor das franquias Law & Order e das atrações ambientadas em Chicago, aumentou a audiência do Universal em 34%. Na semana anterior, no horário (às 23h), tinha ido ao ar um episódio inédito de Chicago Fire.

FBI era uma das apostas da fall season, temporada de lançamentos entre setembro e novembro. Nos Estados Unidos, a produção chegou com uma grande expectativa por ser filhote de Dick Wolf, seu retorno à rede CBS após 20 anos, período em que esteve na rival NBC, atual líder de audiência entre os telespectadores americanos.

Wolf sempre quis fazer uma série sobre o FBI, a polícia federal norte-americana, para aproveitar a liberdade dos agentes de entrar em grandes investigações e fazer um drama do jeito que o público dos EUA ama. A NBC não quis o projeto, concebido como um spin-off de Law & Order, e ele achou um lar para sua criação na CBS, que é a casa desse tipo de série (NCIS, Criminal Minds).

A série FBI acompanha agentes de um escritório nova-iorquino e tem como protagonistas Missy Peregrym, Zeeko Zaki e Jeremy Sisto. Embora FBI vá bem na audiência, a trama não ganhou o rótulo de sensação do ano, que foi cravado em Manifest, a nova Lost (2004-2010).

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O Vídeo Show tem salvação?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook