Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

POLÊMICA

Elogiada pelos críticos, He-Man da Netflix é bombardeada por fãs antigos; entenda

Divulgação/Netflix

Esqueleto e He-Man se enfrentam em cena de Mestres do Universo: Salvando Eternia

Esqueleto e He-Man se enfrentam; ausência de personagens na Netflix irritou parte dos fãs

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 27/7/2021 - 6h25

Sequência da cultuada série dos anos 1980, Mestres do Universo: Salvando Eternia figura entre as produções mais assistidas da Netflix desde a sua estreia na plataforma, na última sexta (23). Apesar de colecionar elogios da crítica especializada, não vem agradando parte dos fãs mais antigos da franquia protagonizada pelo herói He-Man.

De acordo com o site Rotten Tomatoes, que coleta as notas e análises feitas por críticos e público de milhares de produções, Salvando Eternia tem 95% de aprovação dos profissionais da imprensa, enquanto os fãs deram de apenas 33%. Uma diferença discrepante para uma só atração.

A maior crítica dos fãs que se consideram "raiz" --aqueles que acompanharam a animação original durante a sua exibição-- é a "ausência" de He-Man na primeira parte de Salvando Eternia. Tanto o herói quanto Esqueleto, seu principal antagonista, são deixados de lado na versão da Netflix e dão espaço às personagens femininas da franquia.

Entre as reclamações mais exaltadas, sobrou até para Kevin Smith, produtor executivo e mente criativa por trás do retorno de Mestres do Universo. Para os insatisfeitos, He-Man deixou de ser a estrela da série para dar lugar a Teela e se encaixar nos "moldes" atuais da indústria. Resumindo: alguns fãs já barbados consideram como um ataque às suas infâncias o destaque dado a uma mulher.

De fato, Teela é o fio-condutor da primeira leva da nova série. A personagem, ao lado da novata Andra e da icônica vilã Maligna, lidera um grupo de antigos heróis e vilões de Eternia enquanto He-Man e Esqueleto pouco aparecem. Isso não significa, no entanto, que a qualidade da atração fique abaixo da animação original.

Em entrevista à revista Variety, Smith explicou que só aceitou o projeto da Netflix se pudesse fazer coisas muito diferentes da série dos anos 1980. Fruto de sua época, He-Man e os Mestres do Universo (193-1985) mostrava embates entre as forças do bem e do mal sem muito espetáculo. Personagens não morriam e sempre aparecia o protagonista para salvar o dia, enquanto Teela, por exemplo, servia apenas como seu interesse romântico.

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Andra e Teela são destaques da série

Apesar de assistir a quase todos os episódios, Smith confessou que não era muito fã da série original e a considerava um tanto infantil.

"Eu meio que odiava assistir. Era tipo uma série para bebês. Eles tinham um dos melhores vilões da história, o Esqueleto, com um visual incrível, e tudo o que eles faziam era dar cambalhotas e não realmente lutar. Ninguém nunca era esfaqueado", opinou Smith.

Quando os executivos da Netflix foram ao seu encontro, o produtor disse ter se surpreendido. Não apenas eles queriam que Smith, pouco entusiasta da atração original, comandasse o remake, como ele teria sinal verde para fazer as próprias escolhas.

"Eles chegaram e disseram: 'Eu quero ver a série que eu achava que via na minha infância. É o que estamos procurando aqui: a mesma série, mas as pessoas podem morrer. Você consegue fazer isso?' Eu aceitei na hora", confessou Smith.

Com as escolha feitas para Mestres do Universo: Salvando Eternia, Smith e sua equipe mostraram que a intenção nunca foi agradar o fã raiz, mas fazer justiça a todos os personagens que marcaram a franquia de He-Man. A série da Netflix aborda riscos e consequências reais e dá mais camadas aos protagonistas.

"Tudo o que temos que fazer é não rejeitar nada", acrescentou Smith. "Ninguém está dizendo: 'Ei, cara, tudo que você sabia sobre He-Man estava errado'. Não, tudo que você sabia estava absolutamente certo. Isso é o que aconteceu quando eles finalmente tiveram sua batalha épica --e o que vem depois disso".

Aos fãs que rejeitaram a nova série pela "falta" de He-Man, o produtor deixou um recado que pode tranquilizar até a ala que ficou revoltada com as mudanças: "Você realmente pensa que a Mattel Television [produtora da série], que me contratou e me pagou, quer fazer uma porra de um programa Mestres do Universo sem He-Man? Cresça, cara".

Assista ao trailer de Mestres do Universo: Salvando Eternia:


Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de Pantanal

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?