Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FOLHETIM GRINGO

Dez anos de Revenge: Série foi a inspiração para a novela Avenida Brasil?

REPRODUÇÃO/ABC E RAPHAEL DIAS/TV GLOBO

Montagem com as atrizes Emily VanCamp e Débora Falabella em cena da série Revenge e da novela Avenida Brasil

Emily Thorne (Emily VanCamp) e Nina (Débora Falabella): protagonistas se inspiram em clássico

Lançada há exatos dez anos na ABC, Revenge (2011-2015) foi muito comparada a Avenida Brasil (2012). Quando a série estava em sua segunda temporada, a trama de João Emanuel Carneiro estreou na Globo, e o público viu semelhança nas histórias de Nina (Débora Falabella) e de Emily Thorne (Emily VanCamp). Mas, afinal, a novela se inspirou na atração estadunidense?

A resposta simples é não. Mas as duas obras são muito parecidas porque foram baseadas no mesmo clássico da literatura. O Conde de Monte Cristo (1844), romance escrito pelo francês Alexandre Dumas (1802-1870) e que retrata o calvário do marinheiro Edmond Dantè.

O personagem é preso injustamente ao 19 anos por uma falsa acusação de ter sido espião de Napoleão Bonaparte (1769-1821). Depois de passar uma boa parte de sua vida na cadeia, o rapaz consegue fugir e acaba recebendo uma grande fortuna com a ajuda do antigo companheiro de cela. 

Com dinheiro e uma mente perturbada, Edmond trama uma estratégia para se vingar daqueles que o deixaram no encarceramento. Para isso, o protagonista adota nomes diferentes para que seus inimigos não esperem por seu ataque.

Comparação

Emily Thorne/Amanda Clarke planeja uma bravata para atacar a família Grayson em Revenge. No passado, o pai da protagonista tinha sido funcionário da empresa de Conrad Grayson (Henry Czerny) e acabou morto depois de ser preso injustamente por terrorismo. 

Logo após a prisão de David Clarke (James Tupper), Amanda foi levada para o reformatório juvenil. No lugar, ela conheceu a amiga Emily (Margarita Levieva) e trocou de identidade com a colega para dar início ao seu plano. 

Com um novo nome e bem treinada, a protagonista voltou aos Hamptons, nos Estados Unidos, para se vingar da família que havia destruído seu pai.

Em Avenida Brasil, Rita/Nina é o centro da história. Filha de Genésio (Tony Ramos), a garota virou pária para a madrasta, Carminha (Adriana Esteves). Depois da morte do pai, a mocinha foi deixada pela vilã em um lixão e levou uma vida miserável graças à maldade da antagonista. 

Por sorte, Rita acabou sendo adotada por um casal de argentinos e se tornou uma excelente chef de cozinha. No entanto, a mulher volta ao Brasil em busca de vingança. Ela se infiltra na casa de Carminha com o nome de Nina e se torna cozinheira da família para acabar com a ex-madrasta.

Marketing bom 

Mesmo com as duas tramas sendo livremente inspiradas no livro francês, o Sony Channel usou a popularidade da novela da Globo para divulgar a exibição da segunda temporada de Revenge no canal pago. 

Em 2012, o Sony deu aquela indireta para Avenida Brasil em uma chamada. "Emily também é uma garota que cresceu com sede de vingança e se infiltrou numa família para derrubar os inimigos, mas com a diferença que ela realmente sabe se vingar... História de novela, mas com pegada de série", dizia a propaganda.

Até mesmo um dos atores de Revenge também foi questionado sobre a comparação. Em 2013, Joshua Bowman veio ao Brasil e comentou sobre a história em uma entrevista ao jornal O Globo:

Este é um tema universal com o qual todos conseguem se identificar. Sempre haverá diferentes histórias. Até mesmo na nossa série. Não é só a vingança de Emily Thorne. Todos têm as suas pequenas histórias de vingança.

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi a melhor série documental brasileira do ano?

Web Stories

+
Última temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembre

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas