Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CORRIDA PELO OURO

De Game of Thrones a Gilmore Girls: indicados ao Oscar pagam pedágio na TV

Divulgação/HBO e Divulgação/The WB

Richard E. Grant em cena de Game of Thrones e Melissa McCarthy em Gilmore Girls: agora no Oscar - Divulgação/HBO e Divulgação/The WB

Richard E. Grant em cena de Game of Thrones e Melissa McCarthy em Gilmore Girls: agora no Oscar

LUCIANO GUARALDO

Publicado em 23/1/2019 - 5h38

Em uma época em que astros do cinema migram cada vez mais para a televisão, é curioso perceber que muitos dos indicados ao Oscar deste ano tenham pagado pedágio na TV antes de alcançarem o reconhecimento da crítica e o estrelato com a sétima arte. Séries como Game of Thrones, Gilmore Girls (2000-2007) e Girls (2012-2017) contaram com alguns dos nomes que disputam a estatueta máxima de Hollywood.

Confira os atores que concorrem ao Oscar e já passaram pelas séries de TV:

Bradley Cooper na série Kitchen Confidential

Bradley Cooper
Indicado como melhor ator por seu trabalho no drama musical Nasce uma Estrela, que ele também roteirizou e dirigiu, Bradley Cooper começou a ganhar projeção na série Alias: Codinome Perigo (2001-2006). Após o fim da atração de espionagem, ele ganhou seu primeiro protagonista na comédia Kitchen Confidential (2006), inspirada na vida do chef bad boy Anthony Bourdain (1956-2018).

Rami Malek como o hacker Elliot em Mr. Robot

Rami Malek
O ator californiano de 37 anos é um raro caso de intérprete que alia o trabalho no cinema com o da TV. Rami Malek viveu o cantor do Queen, Freddie Mercury (1946-1991), no filme Bohemian Rhapsody, ao mesmo tempo em que gravava a série Mr. Robot, na qual faz um hacker bem maluco e que lhe rendeu uma estatueta do Emmy. A última temporada do drama será exibida ainda neste ano.

Glenn Close como a advogada Patty, de Damages

Glenn Close
A atriz, lembrada neste ano pelo longa A Esposa, já tinha cinco indicações ao Oscar no currículo quando decidiu investir na televisão --foi uma das primeiras grandes estrelas do cinema a fazer essa transição. Em 2005, Glenn Close entrou para o elenco da série policial The Shield (2002-2008) na pele da sisuda capitã Rawling. Depois, estrelou Damages (2007-2012) como a advogada manipuladora Patty Hewes.

Lady Gaga em cena de American Horror Story: Hotel

Lady Gaga
Uma das cantoras mais conhecidas da música pop neste século, Lady Gaga decidiu se arriscar como atriz vivendo uma espécie de vampiro na série de terror American Horror Story: Hotel (2015-2016). O papel no drama lhe rendeu um inesperado Globo de Ouro e o convite para atuar em Nasce uma Estrela, filme pelo qual concorre aos Oscars de melhor atriz e de canção original, pela música Shallow.

Melissa McCarthy em cena da comédia Mike & Molly

Melissa McCarthy
A comediante conseguiu uma indicação ao Oscar de melhor atriz por um raro papel dramático no filme Poderia me Perdoar?, no qual vive a escritora Lee Israel (1939-2014). O longa, bastante tenso, é uma mudança e tanto para Melissa McCarthy, que teve papéis bem mais divertidos em Gilmore Girls (2000-2007), Samantha Who? (2007-2009) e Mike & Molly (2010-2016), pelo qual ganhou um Emmy de melhor atriz.

Olivia Colman na minissérie The Night Manager

Olivia Colman
A britânica fez escola na televisão antes de brilhar no cinema no filme A Favorita, pelo qual concorre ao Oscar de melhor atriz. Olivia Colman tem no currículo séries como Twenty Twelve (2011-2012), Rev. (2010-2014) e Broadchurch (2013-2017), além da minissérie The Night Manager (2016), que lhe rendeu o Globo de Ouro. Agora, ela será a nova intérprete da rainha Elizabeth em The Crown.

Adam Driver roubou a cena na comédia Girls

Adam Driver
Indicado ao Oscar por seu trabalho no filme Infiltrado na Klan, do diretor Spike Lee, Adam Driver ganhou uma legião de fãs enquanto atuava na comédia Girls (2012-2017), da HBO. Principal homem da série em meio às quatro atrizes principais, Driver concorreu três vezes ao Emmy por sua atuação como o embuste Adam Sackler, que sempre atrapalhava a vida da protagonista Hannah (Lena Dunham).

Mahershala Ali foi rei no primeiro ano de Luke Cage

Mahershala Ali
Ganhador do Oscar de melhor ator em 2017 por Moonlight: Sob a Luz do Luar, Mahershala Ali foi indicado como coadjuvante neste ano por seu trabalho em Green Book: O Guia. Mas o ator começou na TV, ainda com o nome artístico Mahershalalhashbaz Ali, com destaque em The 4400 (2004-2007). Depois, ele fez House of Cards (2013-2018), Luke Cage (2016-2018) e está na terceira temporada de True Detective.

Richard E. Grant viveu um ator em Game of Thrones

Richard E. Grant
O veterano, indicado por seu trabalho em Poderia me Perdoar?, às vezes troca o trabalho no teatro e no cinema por participações divertidas na televisão. Foi assim que ele apareceu em quatro episódios de Girls em 2014 e, dois anos depois, deu as caras em três capítulos de Game of Thrones como o exagerado Izembaro, líder de uma trupe de atores que cruzou o caminho de Arya Stark (Maisie Williams) na sexta temporada.

Sam Elliot está no elenco da comédia The Ranch

Sam Elliot
Aos 74 anos, Sam Elliot concorre pela primeira vez ao Oscar de coadjuvante por seu trabalho no musical Nasce uma Estrela, uma das indicações mais surpreendentes da premiação. Ele também está no ar na Netflix, com a comédia The Ranch, na qual vive o pai do personagem de Ashton Kutcher. Elliot também participou de Grace and Frankie e de uma temporada do faroeste Justified (2010-2015).

Amy Adams apareceu gordinha em Smallville

Amy Adams
A sexta indicação ao Oscar de Amy Adams veio pelo filme Vice --ela já perdeu a estatueta cinco vezes e ganhou fama de pé-frio. Mas, antes de virar freguesa em prêmios, a atriz batia ponto na televisão. Fez uma gordinha que emagrecia ao sugar energia dos outros na primeira temporada de Smallville (2001-2011) e atuou em três episódios da versão norte-americana de The Office (2005-2013).

Emma Stone foi uma das protagonistas de Drive

Emma Stone
Indicada ao Oscar de coadjuvante pelo drama A Favorita, Emma Stone aceitava qualquer emprego para pagar as contas. Chegou a dublar uma cadelinha em Zack & Cody: Gêmeos em Ação (2005-2008), da Disney, e foi uma das protagonistas da série Drive (2007), que durou apenas seis episódios na Fox. No ano passado, já consagrada, ela atuou na minissérie Maniac, superprodução delirante da Netflix.

Marina de Tavira em cena da série Ingobernable

Marina de Tavira
Surpresa no anúncio dos indicados, a mexicana concorre como coadjuvante por seu trabalho em Roma, primeiro filme da Netflix a ser lembrado pelo Oscar. Antes disso, Marina de Tavira já tinha flertado com a plataforma de streaming ao atuar em Ingobernable. Ela também teve papéis em Capadocia (2008-2012), da HBO, e em Senhor dos Céus, novelão mexicano que já esteve na grade da Band.

Regina King viveu uma detetive na série Southland

Regina King
A atriz é cria da televisão, e já acumula três Emmys por seu trabalho em séries como American Crime (2015-2017) e Seven Seconds (2018). Antes, atuou na série policial Southland (2009-2013), na sexta temporada de 24 Horas (2001-2010) e estará em Watchmen, da HBO. Neste ano, Regina King concorre ao Oscar pela primeira vez, reconhecida pela atuação primorosa no drama romântico Se a Rua Beale Falasse. 

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?