Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Summer Season 2018

De drama trans a Kevin Costner caubói: temporada de verão emplaca 7 sucessos

Divulgação/Paramount Network

Kevin Costner na primeira temporada de Yellowstone, um dos sucessos da summer season de 2018 - Divulgação/Paramount Network

Kevin Costner na primeira temporada de Yellowstone, um dos sucessos da summer season de 2018

JOÃO DA PAZ

Publicado em 30/8/2018 - 6h41

No verão americano, entre julho e agosto, a TV norte-americana descansava até o início desta década. Quase não estreava série. Mas o marasmo ficou no passado. Nada menos do que sete dramas se tornaram sucesso de audiência e repercutiram bem na mídia especializada na última summer season, que chega ao fim nesta semana. O pacote de hits tem de tudo, de uma história na zona rural a uma trama urbana sobre a cultura trans.

O vencedor do Oscar Kevin Costner encarnou um caubói truculento em Yellowstone e deu ao inexpressivo Paramount Network a maior audiência de sua história. Inédita no Brasil, a série filmada nos confins dos Estados de Montana e Utah, com muita área verde, gados e cavalos, terminou a primeira temporada com média de 2,24 milhões de telespectadores por episódio.

Yellowstone, série que só perde em audiência para as atrações da franquia The Walking Dead na TV paga dos EUA, já está renovada para a segunda temporada.

Embora não tenha chegado nem perto de um desempenho como Yellowstone, Pose pode ser considerada a série do ano. Até críticos ferrenhos de Ryan Murphy, que apontam inconsistências em suas tramas mais famosas (como Glee, American Horror Story), admitiram que ele acertou a mão na série que mostra com rara felicidade o mundo da cultura trans na Nova York no final dos anos 1980.

divulgação/fx

Intérprete de uma portadora do vírus HIV em Pose, a atriz MJ Rodriguez brilha na série do FX

Série que já está na história da TV por escalar um número recorde de atores trans (cinco) em um elenco fixo, Pose estreia no Brasil, no Fox Premium 1, no próximo dia 28. A produção revelou o talento de Indya Moore, 23 anos, modelo que recentemente assinou com uma grande agência de talentos dos Estados Unidos.

HBO se deu bem
Com uma trama mais do que batida, a briga de filhos para suceder o pai no comando de uma empresa, Succession não provocou impacto logo de cara, devido à narrativa vacilante. Porém, a série da HBO é daquelas que melhora no quarto, quinto episódio.

Com a ajuda da mídia, que teceu elogios e chegou a chamá-la de brilhante, teve no último capítulo 150 mil telespectadores a mais do que na estreia, um dado expressivo para a audiência da TV dos EUA. O elenco conta com Jeremy Strong, ex-Masters of Sex (2013-2016).

Já a minissérie Sharp Objects, mesmo sem provocar tanto furor quanto Big Little Lies fez no ano passado, acabou com uma audiência maior do que a trama que levou o Emmy de melhor minissérie.

Com Amy Adams ditando o ritmo, considerada uma das favoritas ao Oscar da TV do próximo ano, Sharp Objects primou pela excelência na atuação, desde a mais experiente (Patricia Clarkson) à atriz revelação (Eliza Scanlen).

Max Irons é o protagonista do drama Condor

Ponto fora da curva
Dos lugares mais improváveis, longe do circuito de canais tradicionais americanos, grandes séries deram as caras ao somar boa produção e elenco talentoso. Do canal Audience Network, controlado pela empresa de telecomunicações AT&T, veio Condor, série de ação muito bem executada, inspirada no filme Três Dias do Condor (1975). O drama tem atores do nível de William Hurt, Mira Sorvino e Brendan Fraser, além da surpresa Max Irons.

No Freeform, canal pago da rede ABC, com atrações mais leves, voltadas à família e ao público adolescente, uma série da Marvel deu o que falar. Cloak & Dagger, que conta as trajetórias dos personagens Manto (Aubrey Joseph) e Adaga (Olivia Holt), é uma atração de super-heróis do mais alto nível. Ela ainda não tem data de estreia no Brasil, onde será exibida no Canal Sony.

E mais uma série inspirada na obra de Stephen King emplacou. Após os sucessos de 11.22.63 e Mr. Mercedes, Castle Rock chegou à plataforma Hulu. A produção basicamente apresenta os traços característicos que permeiam todo o trabalho do gênio do terror, com diversas referências para agradar aos fãs de King. Castle Rock tem J.J. Abrams (de Lost) na produção-executiva. 


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com dicas de séries e filmes!

Prêmio NTV Melhores do ano

Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Divórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casos

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas