Morre um herói

De Demolidor a Big Bang Theory: Seis séries para entender a obra de Stan Lee

Reprodução/Fox

O quadrinista Stan Lee em aparição no primeiro episódio de Gifted, série ambientada no mundo dos X-Men - Reprodução/Fox

O quadrinista Stan Lee em aparição no primeiro episódio de Gifted, série ambientada no mundo dos X-Men

JOÃO DA PAZ - Publicado em 13/11/2018, às 05h15

As criações por trás da mente brilhante de Stan Lee não vingaram apenas no cinema. A TV abriga cinco séries inspiradas em personagens nascidos da ponta do lápis empunhado pelo quadrinista, criador de heróis como Homem-Aranha, Capitão América e Demolidor. Lee, que morreu ontem (12), aos 95 anos, também brilha na comédia The Big Bang Theory, na qual é idolatrado pelos nerds da ficção _como na vida real.

Veja cinco séries nas quais é possível entender um pouco a obra de Stan Lee e sobre sua importância para a cultura geek do mundo todo:

Agent Carter, na Netflix
No chamado MCU (Universo Cinematográfico da Marvel), Agent Carter (2015-2016) é a primeira série da lista em ordem cronológica. Ela anda de mãos dadas com o filme Capitão América: O Primeiro Vingador (2011), baseado no famoso herói de Stan Lee.

O escritor também criou Peggy Carter (vivida por Hayley Atwell), a namorada do Capitão América. Na série, o público conhece os primórdios da agência Shield. E também entra em contato com a base dos acontecimentos que permeiam todo o MCU. O fã ainda se depara com o inventor Howard Stark (Dominic Cooper), o pai de outro filhote de Lee, o Homem de Ferro (vivido por Robert Downey Jr. no cinema).

Agents of Shield, na Netflix e no Canal Sony
No mundo da Marvel, a Shield é maior do que a CIA (a agência de inteligência norte-americana). A série Agents of Shield é oriunda do longa Os Vingadores (2012) e foi a primeira aposta da editora após sua fusão com a Disney.

O personagem escolhido para migrar do cinema para a TV foi o agente Phil Coulson (Clark Gregg). Ele monta um time de agentes para investigar super-humanos e outros eventos relacionados. Como de praxe, a série faz inúmeras referências ao MCU.

Inumanos, na Netflix
Um dos poucos fracassos da Marvel, seja no cinema ou na TV. O drama Inumanos era uma extensão de Agents fo Shield e estreou com muita expectativa, com direito a um ex-ator de Game of Thrones no elenco (Iwan Rheon), mas não vingou. O calcanhar de Aquiles da atração foram os (d)efeitos especiais sofríveis, além de personagens e histórias insossos. Foi cancelado após a primeira temporada.

reprodução/ABC

Como o Cara Sentado no Banco, Stan Lee fez rara aparição sem óculos de sol em Agent Carter

Demolidor, na Netflix
Com Demolidor, Stan Lee saboreou o sabor da derrota e da vitória. No cinema, o herói vivido por Ben Affleck (o atual Batman) foi um fracasso colossal. Mas a série da Netflix, mais violenta e mais adulta, foi um sucesso desde a primeira temporada, cotada até para ser indicada ao Emmy.

O herói cego da TV, interpretado por Charlie Cox, é excelente e chamou a atenção pela sua personalidade sombria e pela habilidade de luta. As cenas de batalhas da série em plano-sequência são um marco em cada uma das três temporadas. Esse herói de Stan Lee, advogado na vida civil, é caridoso. Mas ao vestir seu uniforme, abandona o comportamento de bom mocinho para lutar por justiça.

The Gifted, Fox Play
Desconectada do MCU, The Gifted está ligada aos filmes dos X-Men, grupo xodó de Stan Lee. A série é ambientada em um universo paralelo, no qual Wolverine e companhia não existem mais. A premissa da atração é similar ao visto nos quadrinhos populares, porém com personagens adolescentes.

Uma família comum tem sua jornada abalada ao descobrirem que seus filhos são mutantes. O paralelo que os X-Men fazem ao colocar os mutantes como escória da sociedade e indesejados (como, infelizmente, acontece com as minorias no mundo real) é bastante presente em The Gifted.

The Big Bang Theory
A comédia nerd entra na lista como um bônus. Durante todas as temporadas, Stan Lee é citado constantemente pelos seus personagens. O ápice aconteceu na terceira temporada. No 16º episódio, o próprio Stan Lee fez uma participação especial, interpretando ele mesmo.

Lee visita a loja de quadrinhos preferida dos nerds para uma sessão de autógrafos. Mas, Sheldon Cooper (Jim Parsons), seu maior fã, perde a oportunidade de vê-lo e é encorajado por Penny (Kaley Cuoco) a ir até a casa do quadrinista e conhecê-lo pessoalmente, na maior cara de pau.

Stan Lee fica furioso pela ousadia e, sarcasticamente, convida a dupla para entrar em sua casa. Como Sheldon não entende muito bem o que é sarcasmo, ele aceita. Lee é forçado a chamar a polícia e o nerd ganha um documento que considera um tesouro: uma ordem de restrição para nunca mais chegar perto do escritor.

Assista abaixo ao vídeo, dublado, dessa cena:

 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?
Sinta-se em Casa, com Marcelo Adnet sempre criativo e afiado
10.15%
Diário de um Confinado, com retrato fiel do isolamento social
17.34%
Cada um no seu Quadrado, com suas dinâmicas divertidas
2.40%
Prefiro as reprises das novelas mesmo
70.11%

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook