Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

RECAP S18EP16

Crise em hospital de Grey's Anatomy vira estopim para transtorno de Bailey

FOTOS: REPRODUÇÃO/ABC

Imagem de Chandra Wilson como Miranda Bailey em Grey's Anatomy

Miranda Bailey (Chandra Wilson) em Grey's Anatomy; médica enfrentou burnout com caos em hospital

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 28/6/2022 - 21h55

Miranda Bailey (Chandra Wilson) sentiu na pele as consequências do caos vivenciado no Grey Sloan Memorial Hospital. No episódio desta terça (28) de Grey's Anatomy, a médica enfrentou um quadro de síndrome de burnout enquanto tentava salvar o programa de residência da instituição.

No episódio Should I Stay or Should I Go (Devo Ficar ou Devo Ir, em tradução livre), começou o período probatório do Grey Sloan. Assim, Bailey precisa "arrumar a casa" e contratar novos profissionais para o hospital em um curto período de tempo. Caso os ajustes não sejam feitos, o programa de treinamento médico será encerrado pelo Conselho de Medicina.

Porém, este período de vigilância acendeu um alerta no Conselho, que decidiu investigar os demais hospitais da Fundação Catherine Fox, organização que mantém o Grey Sloan. Dessa forma, Catherine (Debbie Allen) retornou ao hospital e convocou uma reunião de emergência com Bailey e Richard Webber (James Pickens Jr.).

O clima de tensão causado pelo regime probatório somado a pressão de Catherine e a iminente saída de Meredith Grey (Ellen Pompeo) do hospital levaram Bailey ao limite.

Assim, a médica aconselhou o interno Jordan Wright (Greg Tarzan Davis), um dos melhores médicos em formação no programa, a abandonar o barco e implorou para que Jo Wilson (Camilla Luddington) largue a especialização em obstetrícia e retorne ao time de cirurgia geral.

No "confronto final" com Catherine, Bailey admitiu que estava esgotada e que precisava de um tempo junto com a família. Contudo, a cirurgiã avisou que esse afastamento durará apenas um ou dois dias, pois ela voltará para seguir com a sua missão de salvar o hospital.

Meredith também foi pressionada por Webber e por Amelia Shepherd (Caterina Scorsone) devido a decisão de deixar o Grey Sloan. Após conversar com o amado Nick Marsh (Scott Speedman), a viúva de Derek Shepherd (Patrick Dempsey) decidiu permanecer no hospital até o término do período probatório.

Em meio a todo este caos, Addison Montgomery (Kate Walsh) fez uma visita ao hospital por causa da paciente que realizou um transplante de útero no início da temporada. A mulher conseguiu engravidar, mas teve complicações durante a gestação e perdeu o filho durante uma cirurgia liderada por Addison, o que causou indignação na obstetra.

Owen e Leo

Owen (Kevin McKidd) e Leo (Avalon Gray)

Filho trans?

O episódio também colocou Owen Hunt (Kevin McKidd) e Teddy Altman (Kim Raver) em um momento delicado após o filho Leo (Avalon Gray) afirmar que é uma menina. Ao longo da temporada, a criança passou a vestir roupas de princesas, o que foi visto com naturalidade pelos pais.

A afirmação do menino causou um choque em Teddy, que tentou conversar com Hunt sobre o caso e levar o pequeno até um psicólogo. Do outro lado, o militar afirmou que já esperava ouvir um relato similar ao apresentado pelo pequeno desde quando ele começou a usar roupas femininas, que não sabe o que fazer, mas que irá escutá-lo e não será a pessoa que cometerá bullying contra o próprio filho.

Após algumas discussões sobre o tema, Hunt e Teddy definiram que irão buscar um terapeuta para o casal a fim de entenderem a melhor forma de abordar o caso com a criança.

No Brasil, os episódios da 18ª temporada de Grey's Anatomy são exibidos pelo Sony Channel, às terças-feiras, às 21h.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.