Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

RECAP | S07E02

Com rei e tigresa, Walking Dead entra em fase Game of Thrones

Divulgação/AMC

O ator Khary Payton ao lado da tigresa Shiva aparecem pela primeira vez em The Walking Dead - Divulgação/AMC

O ator Khary Payton ao lado da tigresa Shiva aparecem pela primeira vez em The Walking Dead

JOÃO DA PAZ

Publicado em 31/10/2016 - 5h22

[Atenção: este texto contém spoliers]

Rei, vossa majestade, reinado. Palavras comuns ditas constantemente em Game of Thrones agora entram no vocabulário de The Walking Dead. No episódio exibido no domingo (30), o segundo da sétima temporada, foi apresentada a mais nova comunidade da trama: o Reino. Instalada em uma grande escola, o local é comandado por um autointitulado rei Ezekiel (Khary Payton), que tem uma companheira inseparável, a tigresa Shiva. O animal, tal qual os dragões de GoT, é resultado de uma computação gráfica de primeira linha.

O Reino foi mostrado sob a ótica de Morgan (Lennie James) e Carol (Melissa McBride), ausentes do episódio anterior (os personagens que estiveram na estreia da temporada não apareceu neste capítulo).

Os personagens foram salvos no episódio derradeiro do sexto ano por dois seguranças do Reino. Ferida, Carol descansou durante dois dias em um quarto enquanto Morgan conheceu as instalações do novo santuário, um lugar onde as pessoas plantam o que comem e, aparentemente, são seguras e felizes. Quando ela acordou, seu novo amigo o levou para conhecer o rei.

Ezekiel é cheio de pompa, carismático, adepto de ditados e filosofia barata. No tempo pré-apocalíptico, era um ator de teatro e interpretou diversos reis (o que lhe é útil agora para liderar a comunidade. Trabalhava em um zoológico, daí sua relação com a temível tigresa, Shiva.

Ao descobrir quem é o tal do rei, Carol ativa seu ceticismo e diz a Morgan que quer deixar o Reino por achar tudo aquilo uma piada, um circo. Sua reação é similar à que Rick Grimes (Andrew Lincoln) teve ao se deparar com Alexandria. Para o xerife, as pessoas lá viviam fora da realidade, literalmente em um condomínio fechado, de luxo, totalmente distante do mundo devastado por mortos-vivos e pela violência dos vivos.

E de fato a vida no Reino parece ser uma fábula. Comida tem de todo tipo: frutas frescas, carne, torta, vegetais. Roupa limpa não falta, e para diversão tem teatro, coral e até sessão de cinema. Só um grupo seletos de "súditos" manuseia armas e sabe do que os porcos que criam são alimentados _de zumbis. 

O episódio serviu para revelar um inimigo em comum dos líderes do Reino e de Alexandria. Os Salvadores, grupo comandado pelo vilão Negan (Jeffrey Dean Morgan), subjuga o reinado de Ezekiel. Assim como eles farão com Alexandria, o Reino precisa doar a cada semana metade do que produz para a turma de Negan. O pedido da vez é carne e o Reino, entrega aos Salvadores oito porcos engordados por restos de zumbis.

O próximo passo de Walking Dead é apresentar Rick a Ezekiel e contar se haverá alguma relação entre eles com Jesus (Tom Payne), da colônia Hilltop. Se a série seguir os quadrilhos, no futuro os três formarão uma aliança para derrotar Negan, em mais uma semelhança com Game of Thrones.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?