Escândalo

Caso Jussie Smolett tem reviravolta: juiz determina nova investigação contra o ator

Reprodução

O ator Jussie Smollett durante entrevista coletiva em março, após 16 acusações contra ele serem retiradas - Reprodução

O ator Jussie Smollett durante entrevista coletiva em março, após 16 acusações contra ele serem retiradas

REDAÇÃO - Publicado em 24/06/2019, às 12h09

O ator Jussie Smollett, ex-Empire, voltará a ser investigado pelo suposto ataque que sofreu em janeiro, após ser absolvido de 16 acusações, em março. O juiz Michael Toomin, da cidade de Chicago, ordenou uma investigação independente para analisar por que a promotoria tomou a decisão de livrar Smollett, mesmo após ter fortes provas contra ele.

Toomin agiu assim após acatar um pedido feito em abril por Sheila O’Brien, uma juíza aposentada que entrou com petição pedindo uma análise mais criteriosa do caso. Ela apontou irregularidades na atuação da equipe da procuradora Kim Foxx, que representou o Estado contra Smollett.

Em nota divulgada na última sexta (21), o juiz Toomin usou palavras pesadas contra Kim. Ela largou o posto de cabeça da acusação após conversar com um parente de Smollett durante o processo. Fora do caso, a procuradora indicou um advogado assistente seu para tocar o caso. De acordo com a lei estadual de Chicago, conforme Toomin registrou, um procurador especial deve ser colocado à frente da acusação quando um procurador vigente deixa o posto.

Para Toomin, esse novo escritório "só existiu na imaginação de sua criadora, Kim Foxx. Ela não tinha nenhuma autoridade constitucional para criar isso". Ele ainda pontuou que quer "restaurar a confiança do público em nosso sistema judicial". Kim, por sua vez, disse "respeitosamente discordar" da decisão de Toomin.

A nova investigação independente, que vai analisar tudo desde o começo, será comandada por um promotor a ser anunciado. Se for encontrada alguma irregularidade, o caso será reaberto, e Jussie Smollett pode ser acusado novamente.

A reviravolta ocorreu no dia do aniversário de Smollett, que completou 37 anos na última sexta. Ele postou uma mensagem no Instagram sem se preocupar com a notícia, apenas agradecendo "por mais um ano ao redor do sol".

O ator está livre, mas sem trabalho após ser retirado da temporada final de Empire, a sexta. No drama musical, Smollett viveu o cantor gay Jamal Lyon.

Entenda o caso

Em janeiro deste ano, Smollett alegou ter sido atacado por dois homens em Chicago, no que definiu como um crime de ódio e homofobia. Num primeiro instante, a polícia da cidade lhe deu o benefício da dúvida e lhe tratou como vítima.

Porém, após detetives investigarem a denúncia, foi descoberto que o ator fabricou o ataque. A polícia local concluiu que ele mesmo tinha armado tudo. Em março, Smollett teve o caso contra ele arquivado com o fim das 16 acusações.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook