Crazy Rich Asians

Atores de fracasso da Netflix ressurgem em comédia romântica fenômeno

Divulgação/Netflix/Warner Bros.

A renomada atriz asiática Michelle Yeoh no flop Marco Polo e no bem-sucedido filme Crazy Rich Asians - Divulgação/Netflix/Warner Bros.

A renomada atriz asiática Michelle Yeoh no flop Marco Polo e no bem-sucedido filme Crazy Rich Asians

JOÃO DA PAZ - Publicado em 22/08/2018, às 05h38

Um filme só com atores asiáticos, entre eles quatro da fracassada Marco Polo (2014-2016), roubou a cena no cinema hollywoodiano na última semana. Crazy Rich Asians (Podres de Ricos) foi lançado na quarta (15) e arrecadou em sete dias US$ 35 milhões (R$ 140 milhões), melhor desempenho de uma comédia romântica nos Estados Unidos em três anos.

Só essa verba já pagou o filme, que custou US$ 30 milhões (R$ 120 milhões). A produção já aparece entre as 50 maiores bilheterias deste ano. Podres de Ricos, que estreia no Brasil em 25 de outubro, é o primeiro filme, em 25 anos, feito por um estúdio americano com um elenco formado por asiáticos ou atores de origem asiática.

Baseado no best-seller homônimo, Crazy Rich Asians redime a carreira de atores ligados à série Marco Polo, um dos maiores flops da história da Netflix. Kheng Hua Tan (de Cingapura), Michelle Yeoh (da Malásia), Chris Pang e Remy Hii (ambos australianos de origem chinesa) acharam um grande produto hollywoodiano para superar o fiasco do streaming.

Marco Polo estreou em um período em que a Netflix estava expandindo seu catálogo e visava o público internacional. A intenção era fazer um drama grandioso, com atores de várias nacionalidades, belas fotografias e batalhas, tipo Game of Thrones (HBO). O resultado foi pífio, e a empresa desembolsou US$ 200 milhões (R$ 800 milhões) para fazer uma série cancelada na segunda temporada.

Poder asiático
Um dos grandes nomes do cinema asiático, estrela do vencedor do Oscar O Tigre e o Dragão, Michelle interpreta uma das principais personagens no filme. Ela faz Eleanor Young, mãe coruja de Nick Young (Henry Golding), que desaprova o namoro do filho com Rachel Chu (Constance Wu). Esse é o principal núcleo da trama.

Em Marco Polo, a atriz deu vida à conselheira Lotus em sete episódios da segunda temporada. Já a experiente Kheng Hua Tan teve um papel mais nobre, como a imperadora Xie Daoqing, parte integral da trama na temporada de estreia.

No filme, Kheng é a mãe de Rachel, Kerry Chu, que deixou a China para morar nos Estados Unidos com o objetivo de dar uma vida melhor para a filha. Depois de trabalhar em vários restaurantes chineses, Kerry virou corretora de imóveis e conseguiu colocar Rachel nas melhores faculdades do país.

divulgação/warner bros.

Ex-Marco Polo, Chris Pang faz um personagem central da trama do filme Podres de Ricos

O casamento do ano
Chris Pang dá vida a outro personagem central de Podres de Ricos. Ele interpreta Colin Khoo, amigo de infância de Nick, que viaja dos EUA para Cingapura com sua namorada para acompanhar o casamento de Colin, um dos homens mais ricos do mundo. O casório tem cobertura massiva da imprensa.

Por sua vez, Remy Hii faz outro ricaço, chamado Alistair Cheng, que trabalha na indústria cinematográfica de Hong Kong e namora uma estrela de novela.

Em Marco Polo, Hii foi um dos personagens principais. Prince Jingim era o filho legítimo e herdeiro do império construído pelo seu pai, Kublai Khan (Bendict Wong). Ele precisava mostrar constantemente que era digno do trono e rivalizava com Marco Polo (Lorenzo Richelmy), principalmente porque o italiano conquistou o apreço de Kublai.

Com participação chave na segunda temporada, Pang viveu Arban Kang, um dos homens mais importantes do império mongol, que usava sua influência para intervir sobre quem deveria suceder Kublai Khan.

Rostos familiares
Além do quarteto de Marco Polo, quem assistir a Podres de Ricos verá vários rostos familiares que são destaque em séries de TV, como Constance Wu (Fresh Off the Boat), Nico Santos (Superstore), Jimmy O. Yang (Silicon Vale) e Ken Jeong (Community).

Tudo sobre

Netflix

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook