ANI MONJARDIM

Vencedora de reality musical luta contra a depressão e trabalha como panfleteira

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Ani Monjardim foi revelada no Fábrica de Estrelas, do Multishow, e reapareceu no Canta Comigo, da Record - FOTOS: DIVULGAÇÃO

Ani Monjardim foi revelada no Fábrica de Estrelas, do Multishow, e reapareceu no Canta Comigo, da Record

GABRIEL PERLINE - Publicado em 21/08/2018, às 06h35

Ani Monjardim luta para retomar sua carreira musical. Revelada no reality Fábrica de Estrelas (2013), do Multishow, a cantora foi uma das vencedoras da competição e conquistou uma vaga no grupo Girls, que surgiu para ser o novo Rouge. O problema é que o sucesso não aconteceu e o grupo foi desfeito depois de oito meses. Sem perspectiva, ela trabalhou como panfleteira para conseguir se sustentar e entrou em depressão.

Na última quarta-feira (15), ela deu o passo inicial em seu retorno à música e se apresentou no Canta Comigo, programa apresentado por Gugu Liberato na Record. Mas sua pontuação não foi expressiva e ela não se classificou para a próxima fase.

"Para mim foi um teste para saber se estou ou não preparada para voltar. Foi libertador dar esse primeiro passo, afinal foram mais de quatro anos sem pisar em um palco. Uma hora eu ia ter que fazer isso comigo mesma. Depois que eu terminei de cantar eu tive a sensação de que não estava na hora ainda de colocar a minha cara a tapa, mas foi necessário", diz.

O reality de Gugu mostrou uma pequena reportagem sobre Ani. Bastante emocionada, ela disse ter chegado ao fundo do poço após o fim de seu grupo musical e que enfrentou uma depressão, mas não deu detalhes sobre o caso. 

Ao Notícias da TV, ela revelou ter passado por dias muito difíceis após o fim do Girls e precisou trabalhar como panfleteira em São Paulo para conseguir se sustentar até conseguir voltar para Vitória (ES), sua cidade natal.

"A banda acabou em fevereiro de 2014, e em março eu estava panfletando nas ruas", comentou ela, que atualmente trabalha como promotora de eventos. "Se eu trabalhei como panfleteira depois de um mês de banda terminada, então aqui eu não tô nem aí para esse tipo de trabalho. Já panfletei em cancela de shopping, na faculdade eu vendia brigadeiro. Não tenho vergonha desse tipo de trabalho", afirma.

Além das dificuldades financeiras, o fim do Girls foi o gatilho para Ani entrar em depressão. Ela retornou para Vitória em maio e tentou reconstruir a sua vida, mas a doença a dominou.

Da esq. para a dir.: Caroline Ferreira, Ani Monjardim, Jeniffer Nascimento, Bruna Rocha e Natasha Piva

Para ela, a maneira como o antigo empresário, o produtor musical Rick Bonadio, conduziu o fim do grupo não foi clara, e ela se sentiu prejudicada, pois havia deixado emprego e estudos para se dedicar à música.

"Comecei a tomar antidepressivos em novembro de 2014. Voltei para Vitória, comecei a namorar e na época mais punk eu estava morando com meu namorado. Teve uma época que aumentaram a dosagem do meu antidepressivo e eu ficava dopada. Ele me levava no colo para tomar banho, me penteava, me trocava. Dá até vontade de chorar. Ele cuidou muito de mim", conta.

Ani Monjardim hoje processa Rick Bonadio por danos morais, rescisão contratual unilateral e quebra de contrato. Ela conta que não recebeu cachê por nenhum dos shows que realizou com a banda e nem mesmo de uma campanha publicitária de uma marca, da qual foi garota propaganda.

"Eu trabalhei todo esse tempo e não recebi nada. A gente ganhava R$ 50 por dia para comer, para morar em São Paulo. A gente tinha que tomar café, almoçar, lanchar e jantar [com esse dinheiro]. Passava fome por dois dias, roubava sanduíches do estúdio, juntava dinheiro com a Carol [outra ex-integrante do grupo] e fazia mercado para ter comida por mais tempo", lembra.

"Estou pedindo danos morais, trabalhistas, reaver todos os trabalhos que fiz e não recebi nada. Ele queria que a gente assinasse o distrato, que dizia para abrir mão de todos os nossos direitos. Eu trabalhei tanto tempo para ele em troca de dinheiro para comer e um lugar para dormir. Não vou abrir mão de nada", garante.

Enquanto o processo corre na Justiça, Ani Monjardim tem iniciado um novo projeto na área musical, mas ela prefere não antecipar os detalhes com medo da inveja.

"Estou com um projeto com uma banda de Curitiba, mas ainda não posso falar. Enquanto esse projeto não rola, que vai ser daqui uns dois meses, não estou falando por causa de olho grande. Enquanto isso eu sigo fazendo eventos, trabalhando como promotora", diz.

Procurado, Rick Bonadio não se manifestou.

Tudo sobre

Reality Show Record

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é a mãe mais surtada de Amor de Mãe?
Thelma
80.47%
Lurdes
9.58%
Vitória
1.97%
Leila
7.99%

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook