Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ACAMPAMENTO JURÁSSICO

Animação de Jurassic World na Netflix retorna melhor e mais fiel à franquia

Divulgação/Netflix

Cena da terceira temporada de Jurassic World: Acampamento Jurássico

Os personagens Ben e Darius em cena da terceira temporada de Jurassic World: Acampamento Jurássico

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 22/5/2021 - 6h45

Em tempos nos quais a cultura pop está saturada de remakes e reboots, uma produção como Acampamento Jurássico, a animação de Jurassic World da Netflix, merece mais atenção. A série retornou com a sua terceira temporada nesta sexta (21) melhor e mais fiel à franquia do que nunca, elevando o nível de sua história sem perder o tato com fãs de todas as gerações.

Em suas duas primeiras temporadas, a série lidou sutilmente com a evolução e a mudança tanto de seu elenco de personagens humanos quanto de sua ilha cheia de dinossauros, ao mesmo tempo em que proporcionava uma sensação de energia que faltava em muitos spin-offs e outras produções do tipo.

O fato de ser uma animação não limita Acampamento Jurássico ao público infantil. Com a mente de Colin Trevorrow, diretor do primeiro e terceiro Jurassic World, por trás da atração, a série não apenas se mantém ligada à franquia como ajuda a expandir este "dinoverso".

O terceiro ano entra de cabeça no cânone de Jurassic World e leva os protagonistas Darius, Ben, Brooklyn, Sammy, Kenji e Yaz de volta no tempo. Os adolescentes não apenas enfrentam novos e antigos dinossauros como se aventuram nas ruínas de Jurassic Park, local onde todo o pesadelo jurássico começou.

A nova leva, que conta com dez episódios em vez dos oito das anteriores, se propõe a desenvolver ainda mais a relação do grupo sem deixar de lado a trama principal que acontece na ilha --e na tentativa de fuga dos jovens. Novos mistérios são revelados, e uma grande ameaça persegue humanos e dinossauros, mas sempre sobrando espaço para que os protagonistas sejam quem realmente são: crianças.

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Brooklyn encara um dos dinossauros

A série ser encaixada entre os eventos de Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros (2015) e Jurassic World: Reino Ameaçado (2018) teoricamente levaria a alguns desafios narrativos, mas a temporada prospera dentro desse recorte específico. Quando parece que a história vai se tornar redundante --afinal, são crianças fugindo de dinossauros o tempo todo--, Acampamento Jurássico trata de criar novos meios para elevar a tensão sem deixar a peteca cair.

Há muitas conexões com os filmes, principalmente com Reino Ameaçado, o que torna o terceiro ano mais atraente para os fãs de longa data. Em entrevista recente, Trevorrow revelou que Acampamento Jurássico ajudaria a preparar o terreno para Jurassic World: Domínio, que encerrará a segunda trilogia em 2022. Mesmo de maneira sutil, a animação de fato cumpre o seu objetivo.

Ainda que a Netflix decida não continuar a atração com uma quarta temporada, Acampamento Jurássico já conseguiu ter uma marca importante na história da franquia iniciada com Steven Spielberg em 1993. Ver seus personagens e suas histórias se desenvolverem é uma experiência ótima, mesmo para os céticos que não veem valor em uma animação. Há um conforto em acompanhar essa jornada para os fãs de todas as gerações.

Assista ao trailer da terceira temporada:


Leia também

Enquete

Você gostou dos participantes escolhidos para o BBB22?

Web Stories

+
Antes da estreia, BBB22 já rendeu treta entre famosos, tentativa de redenção e maisBBB22: Após frustrar público, Globo anuncia participantes nesta sexta-feiraSunga branca, esponjão e recorde no paredão: 10 momentos para o BBB22 tentar superarSabrina Sato volta à Globo; apresentadora já foi Bailarina do Faustão e esteve no BBBBBB22 promete briga por chuveiro, traz Rafa Kalimann de volta e terá novo quadro

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas