Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DE ARTISTA A POLÍTICO

Despacho, fama de burra e cuspe: O mundo cão dos ex-BBBs para sair do limbo

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Montagem com Grazi Massafera à esquerda, Sabrina Sato ao centro e Jean Wyllys à direita em entrevistas ao Conversa Com Bial

Grazi Massafera, Sabrina Sato e Jean Wyllys; eles estão entre os ex-BBBs mais relevantes

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 18/5/2022 - 6h30

A treta entre Samantha Schmütz e Juliette Freire foi o bastante para cutucar uma ferida entre os ex-participantes do Big Brother Brasil. Antes de abrir espaço para o Camarote, e servir como vitrine para trabalhos na TV e nas redes sociais, o reality show era praticamente uma condenação. Muitos brothers e sisters conheceram de perto um mundo cão até enfim limpar a tal mancha no currículo e serem devidamente reconhecidos em suas áreas.

Grazi Massafera sempre fez questão de frisar que nunca se arrependeu de sua passagem pela atração, que lhe assegurou o segundo lugar em 2005. "O BBB não é um problema para mim. Criaram isso, de que eu tenho vergonha, para virar uma novelinha da minha vida", disse a intérprete, em entrevista à revista Joyce Pascowitch.

A mãe de Sofia, entretanto, reconhece que o caminho até se estabelecer como atriz não foi simples. Ela enfrentou a resistência de um veterano durante as gravações de Páginas da Vida (2006). "Ele virou a cara e disse: 'Olha só essa big brother... Em que mundo estamos?'", lamentou Grazi, em conversa com a Marie Claire. 

A artista também já trouxe à tona que foi alvo de sabotagens e até mesmo de ataques espirituais ao se aventurar na carreira artística. Ela encontrou as sandálias com as tiras cortadas, a ponto de arrebentar, pouco antes de desfilar no carnaval do Rio de Janeiro.

A paranaense ainda revelou ao Lady Night ter encontrado um despacho dentro de seu carro no estacionamento dos Estúdios Globo, no Rio. "Fizeram macumba para mim", disse ela, que finalmente se sentiu acolhida pelos colegas de profissão ao ser indicada como Melhor Atriz no Emmy Internacional por Verdades Secretas (2014).

Sabrina Sato longe da Globo

Sabrina até tinha iniciado na carreira artística como uma das bailarinas do Domingão do Faustão (1989-2019) antes de cair no gosto popular durante a estadia no BBB 3 (2003). Ela ficou em sexto lugar, mas não precisou se manter na Globo para fazer o nome e se tornar uma das ex-participantes mais bem-sucedidas.

A apresentadora, que voltou à emissora com pompa, bombou como uma das integrantes do Pânico na TV (2003-2012). O humorístico foi fundamental para a carreira dela, mas por outro lado a pintou como uma pessoa um tanto devagar --propagando o estereótipo da "gostosa burra".

Aos poucos, Sabrina conseguiu reverter qualquer estrago e fazer com que o público entendesse que se tratava de um personagem. Ela se tornou um fenômeno nas redes, mas amargou alguns momentos de dificuldade na Record com os baixos números de audiência do Domingo Show (2020).

Ameaça de morte contra Jean Wyllys

Campeão do BBB 5, Jean Wyllys foi um dos primeiros participantes a falar abertamente sobre a sua homossexualidade dentro do jogo. Ele escreveu um livro assim que saiu do confinamento, se tornou repórter do Mais Você, mas encontrou um dos maiores desafios na política --eleito deputado federal pelo PSOL no Rio de Janeiro em 2010.

O político denunciou não só o ambiente LGBTQfóbico dentro do Congresso Nacional como bateu de frente diversas vezes com o então deputado Jair Bolsonaro. Ele chegou a cuspir no colega de parlamento durante uma discussão na votação do impeachment de Dilma Rousseuf.

Wyllys foi reeleito em 2014 e 2018, mas abdicou do mandato por causa de ameaças à sua integridade e à segurança de sua família. Ele, que atualmente é filiado ao PT, precisou deixar o Brasil, como afirmou em entrevista ao Conversa com Bial:

 Eu saí do Brasil por conta das ameaças de morte, porque não estava conseguindo mais ter uma vida de uma pessoa decente, eu acho que toda pessoa tem direito a uma vida que ela possa ir a um restaurante, sair na praia, sem ser insultado, sem ser ameaçado, sem correr esse tipo de constrangimento. Essa vida tinha desaparecido para mim.

Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.