Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PAPEL DE ESTREIA

Reynaldo Gianecchini confessa que se odiou como protagonista de Laços de Família

ROBERTO STEIBERGER/TV GLOBO

Foto com os atores Reynaldo Gianecchini (à esquerdar), Carolina Dieckman (ao centro) e Vera Fischer (à direita)

Reynaldo Gianecchini, Carolina Dieckman e Vera Fischer: estreia do ator foi no triângulo amoroso com mãe e filha

REDAÇÃO

Publicado em 1/9/2020 - 9h11

Vinte anos após estrear como o protagonista de Laços de Família (2000), Reynaldo Gianecchini confessou que se odiou no papel do galã Edu devido à sua falta de experiência em televisão. "Fiquei muito mal, me criticando demais. Realmente achando uma merda o trabalho", revelou o ator, prestes a se rever na reprise da novela no Vale a Pena Ver de Novo.

Hoje, aos 47 anos, Gianecchini relembrou que chegou a assistir ao primeiro capítulo da trama completamente sozinho em um quarto de hotel, porque queria avaliar a própria atuação sem ninguém do lado.

"Quando meu personagem entrou, fui afundando na cama. Disse: 'Minha voz é assim? Não vai dar certo'. Quando terminou, achei que nunca mais ia levantar da cama. Eu pesava 300 quilos. Pensei: 'Não dou para a coisa, não tem jeito, não sei como faço. Vou ligar e falar que não vou mais amanhã'", contou o artista em entrevista à coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Intérprete da ponta de um triângulo amoroso com mãe (Helena/Vera Fischer) e filha (Camila/Carolina Dieckman), o galã só seguiu na novela por ter recebido elogios de várias pessoas, que o motivaram a continuar tentando. Nos dias atuais, ele reconhece que foi corajoso e doido de ter aceitado um papel de estreia direto como protagonista.

"Aceitei muito na coragem. Poderia ser um trabalho para nunca mais. Poderia ser linchado para sempre. Tinha tudo para dar muito errado. Você não faz um protagonista das 21h sem experiência e passa ileso por isso. Hoje em dia, acho que teria sido melhor estrear com experiência. Sempre indico isso: estudem. Eu cheguei muito despreparado, mas fui corajoso, fui querendo aprender a profissão", avaliou. 

Na época em que Laços de Família foi ao ar, Reynaldo Gianecchini tinha 28 anos e havia acabado de começar sua carreira como ator no Teatro Oficina. O convite para a trama de Manoel Carlos foi feito pelo produtor de elenco Luiz Antônio Rocha, que o assistiu em uma peça. 

"Vejo hoje que era muito verde, mas gosto do meu olhinho de ator. Acho que passei uma fragilidade para o personagem, um brilho de quem está genuinamente ali, sem truque. Isso fez com que o Edu chegasse ao coração das pessoas. Eu tinha uma ingenuidade, uma pureza e uma falta de malícia. Isso, de certa forma, contribuiu para o sucesso", finalizou. 

Últimas de Laços de Família


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?