I Love Paraisópolis

Para viver vilão em novela, Caio Castro fez 'amizade' com chefe de tráfico de drogas

Divulgação/TV Globo

O ator Caio Castro com expressão séria em cena em restaurante como o personagem Grego de I Love Paraisópolis

Caio Castro em cena como o personagem Grego, criminoso que ele interpretou em I Love Paraisópolis (2015)

REDAÇÃO - Publicado em 10/05/2020, às 06h05

Há cinco anos, estreava na Globo a novela I Love Paraisópolis (2015), que retratava a vida de moradores da segunda maior comunidade de São Paulo. Caio Castro interpretou um bad boy na trama, o bandido Grego. Para saber mais da vida, do estilo e do que pensam os criminosos reais, o ator visitou e bateu papos com chefes do tráfico em favelas.

Como forma de se preparar o papel, Castro contou que passou cerca de duas semanas "internado" em comunidades de São Paulo. "Nunca tinho ido lá [em Paraisópolis] e não conhecia ninguém da comunidade. Entrei com um olhar mais observador, fui mais a fundo, lá para o meio. Vi pequenos detalhes e tentei entender o lugar", relatou ele em entrevista ao jornal O Globo.

Antes da novela, Castro já havia visto de longe traficantes ao frequentar bailes em favelas, mas nunca tinha tido um contato mais próximo. Para começar o trabalho, o ator pediu permissão para trocar ideia com os bandidos.

"Em São Paulo, fiz questão de chegar perto, expliquei que estava ali para fazer a novela e quis conversar. Eles me receberam legal, mas não foi tão fácil assim. Os traficantes de São Paulo não ostentam muita arma, não ficam com o fuzil para cima, é tudo bem discreto", explicou.

O ator se inspirou nesses personagens da vida real que conheceu para interpretar Grego na novela das sete. Chefe de uma quadrilha de Paraisópolis, ele era também apaixonado por Mari, a mocinha vivida por Bruna Marquezine. Segundo Caio Castro, apesar de estar no mundo do crime, seu personagem não era um vilão, mas sim uma vítima do sistema.

"Ele usa o poder dele como forma de defesa, não foi escrito para ser mau-caráter. Grego é o oposto do menino bonzinho e rico que tem a oportunidade de oferecer uma vida boa para a mocinha. Ele acha que é certo ostentar o poder dele e o dinheiro. Ele pode ser um assassino, mas é lógico que vai ter o romance com a mocinha, pois é uma novela. Ele não é bom e nem mau", defendeu.

Após aprontar muito em I Love Paraisópolis, Grego se regenerou. Ele pagou por seus crimes na cadeia e, ao voltar à liberdade, teve final feliz com Margot (Maria Casadevall) bem longe da comunidade, em Nova York.

Últimas de I Love Paraisópolis

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual novela a Globo deve reprisar depois de Novo Mundo?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook