Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

A FORÇA DO QUERER

Para salvar vidas, Globo põe travesti e transgênero no horário nobre

Reprodução/TV Globo

Zeca (Marco Pigossi) é apaixonado por Ritinha (Isis Valverde) na nova novela das nove - Reprodução/TV Globo

Zeca (Marco Pigossi) é apaixonado por Ritinha (Isis Valverde) na nova novela das nove

MÁRCIA PEREIRA, enviada ao Rio de Janeiro

Publicado em 3/4/2017 - 5h29

A Força do Querer envereda por um terreno inédito nas novelas: a identidade de gênero. A trama mostrará o conflito de uma jovem que não se identifica como mulher e descobrirá ser transgênero. Terá também o drama de um travesti que se vê obrigado a trabalhar como motorista. A autora Gloria Perez acredita que, assim, combaterá o preconceito e salvará vidas.

No centro desses assuntos delicados e polêmicos, estarão dois triângulos amorosos. O novo folhetim estreia nesta segunda (3) no horário nobre da Globo.

Novata na TV, a intérprete da transgênero, a atriz Carol Duarte, está mergulhada neste trabalho desde setembro. Além de se preparar para interpretar Ivana e estudar a identidade de gênero, ela ouviu depoimentos de pessoas que sofreram muito por não se identificarem com o sexo que nasceram.

A história começa com Ivana menina sendo produzida pela mãe, Joyce (Maria Fernanda Cândido), com roupas de grife, colar de pérolas e salto alto. Na infância, ela foi capa de revistas e viveu como minifashionista.

Uma passagem de tempo de 15 anos, ainda no primeiro capítulo, mostra Ivana sem qualquer vaidade e se perguntando quem ela é. "Ivana começa confusa, está tentando entender o que está acontecendo com ela. Tem dificuldade nessa ligação do corpo com a cabeça", diz a atriz.

reprodução/tv globo

Carol Duarte estreia na TV com Ivana, personagem que descobrirá ser transgênero

Diante dos dados de suicídios entre transgêneros, a autora da trama, Gloria Perez, diz que espera fazer por eles o que fez por dependentes químicos e doentes mentais em O Clone (2001) e Caminho das Índias (2009). "Sei que vou salvar vidas. Ao criar uma empatia entre o público e os transgêneros, desejo permitir que essas pessoas sejam olhadas com compreensão", explica.

Mesmo assim, Gloria se diz contra levantar bandeiras. Ela fala que, por isso, começa o drama de Ivana com ela já adulta. "Se fosse colocar isso na infância dela, muitos poderiam falar que eu estava manipulando o conflito. Tenho de pensar nos sentimentos adversos", fala a novelista.

Ivana será incompreendida principalmente por sua mãe. Maria Fernanda Cândido, que faz Joyce, entende a delicadeza do drama e afirma que a história gera sofrimento tanto para mãe quanto para filha.

"Novela no nosso país é algo que faz parte do nosso dia a dia. Então, à medida em que o folhetim se propõe a abordar uma questão, tenta abrir perguntas, e não fornecer respostas. Assim, a discussão se potencializa. Se a novela conseguir promover o debate, a missão está cumprida", observa Maria Fernanda, de volta às novelas após nove anos.

montagem fabio audi e rodrigo menezes/divulgação

Silvero Pereira fará o motorista Nonato de dia e a artista transformista Elis Miranda à noite

Mais polêmicas, menos armas e mortes
A Força do Querer não será um folhetim policial e fugirá da violência retratada nas tramas anteriores do horário. Focará mais na diversidade de dilemas do ser humano.

A trajetória de Nonato (Silvero Pereira) é um desses pontos altos. Ele é um transformista que sonha montar um show. Chega do interior do Ceará e vira motorista de Eurico (Humberto Martins). O personagem vai mostrar a diferença entre transgênero e travesti.

"Ele sai de sua cidade escorraçado, sua família não entende a necessidade que ele tem de se travestir. Como precisa do emprego de motorista, ele aceita trabalhar com esse homem homofóbico. Mais para a frente, seu patrão vai descobrir que ele não é Nonato, que ele é Elis Miranda, um artista transformista", adianta Silvero Pereira.

Diferentemente de Ivana, ele já está de acordo com sua identidade, mas precisa ultrapassar o preconceito. Pereira, que nunca fez TV, entrou na trama convidado pela autora. "Ela me viu fazendo o espetáculo BR-Trans. Depois me mandou mensagens de Whatsapp, conversamos, e Gloria criou um personagem para mim, que ainda não existia na trama."

montagem divulgação/tv globo

Paolla Oliveira é a policial e lutadora Jeiza; ela envolve em um triângulo amoroso com Pigossi

A força do amor
Como toda novela, A Força do Querer aposta nos encontros e desencontros de triângulos amorosos: Zeca (Marco Pigossi), Ritinha (Isis Valverde) e Ruy (Fiuk) formam o principal deles. Os dois homens se afogam quando crianças nas águas de um rio no Acre e são salvos por um milagre, mas carregarão uma profecia sentenciada por um pajé: "O que brotar das águas do rio vai uni-los novamente e separá-los".

Adultos, eles se reencontram sem se identificar. Ambos são fascinados por Ritinha. Com poder sobre Zeca, que é seu noivo, ela vai manipulá-lo e atrapalhar seu romance com Jeiza (Paolla Oliveira) mesmo depois que eles terminarem o noivado. Ritinha acredita ser sereia, promoverá na trama o sereísmo _pessoas que se fantasiam de sereia. Ela engravidará de Ruy e se casará com o playboy. 

"As sereias não se apaixonam, elas amam até um ponto. Mas é um amor diferente, um amor de sereia. Ritinha quer passear no mar, é muito livre, tem um coração puro", avisa Isis Valverde, que define sua personagem como uma "força da natureza".

Enquanto a sereia se envolve com Ruy, Zeca começará a namorar Jeiza. A atriz tem uma personagem diferentona, é policial e lutadora de MMA, mas sem deixar de ser feminina e sedutora. Jeiza faz o triângulo virar um quadrado amoroso.

estevam avellar/tv globo

Juliana Paes (Bibi), Emílio Dantas (Rubinho) e Gabriel Almeida Bravo (Dedé) formam família

O outro triângulo é formado por Caio (Rodrigo Lombardi), Bibi (Juliana Paes) e Rubinho (Emílio Dantas). Estudante de direito e com casamento marcado, Bibi rompe com Caio por necessitar de uma paixão avassaladora, que lhe dê frio na barriga. Assim que terminar o noivado, correrá para os braços de Rubinho, colega de faculdade.

Caio verá os dois juntos e deixará o Brasil arrasado, pensando que foi traído. Só que o destino deles volta a se entrelaçar 15 anos depois, quando Caio volta para o Rio de Janeiro e ela está na miséria. Bibi começa a novela trabalhando em um salão, o marido está desempregado há mais de um ano, e a família será despejada do casebre onde mora.  

A crise fará Rubinho ir parar no crime. Ele será preso por traficar drogas, e Bibi se transformará na Baronesa do Pó. "Ela não é uma mulher de má índole, mas fruto das circunstâncias", diz Juliana Paes.


Confira cinco reportagens especiais sobre A Força do Querer:

Os 'filhos' da novela: pesquisador de Glória Perez lança livros baseados na trama

De sapato voador a nudez pública: relembre sete barracos marcantes

"Queria que Bibi pagasse pelo que fez", diz Juliana Paes sobre sua personagem

Globo fatura com fim de disfarce de travesti; saiba como

Sucesso como amiga de Bibi, atriz desistiu da carreira no Brasil para viver no México

Últimas de A Força do Querer


Resumos Semanais

Resumo da novela A Força do Querer: Capítulos de 12 a 13 de março

Sexta, 12/3 (Capítulo 149)
Silvana começa a tratar sua compulsão. Zeca é levado por correnteza de rio, e Ruy tenta salvá-lo. Zeca e Ruy reencontram o índio misterioso do passado. Zeca e Ruy vão juntos atrás de Ritinha. Bibi é solta ... Continue lendo

Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.