Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Fora da vingança final

O Outro Lado do Paraíso: Patrick é baleado e fica entre a vida e a morte

Reprodução/TV Globo

Patrick (Thiago Fragoso) em cena da novela; advogado ficará internado nos últimos capítulos - Reprodução/TV Globo

Patrick (Thiago Fragoso) em cena da novela; advogado ficará internado nos últimos capítulos

REDAÇÃO

Publicado em 1/5/2018 - 7h00

O sequestro de Tomaz (Vitor Figueiredo) terminará com dois baleados na barriga: Gael (Sergio Guizé) e Patrick (Thiago Fragoso). O playboy será operado e ficará bem rapidamente. Já o advogado correrá risco de morte. As cenas irão ao ar no antepenúltimo capítulo de O Outro Lado do Paraíso, no ar no próximo dia 9.

Por causa disso, o criminalista não participará do julgamento de Sophia (Marieta Severo). O promotor Abel (Charles Fricks) é quem ajudará Clara (Bianca Bin) a provar que a megera é uma assassina. 

A princípio, Patrick mataria Renato (Rafael Cardoso) com um tiro no pescoço e sairia ileso, mas por conta do afastamento de Thiago Fragoso das gravações da novela a trama sofreu ajustes.

O ator retirou um nódulo em um dos rins e voltou a gravar ontem (30) cenas que já foram rodadas pelo dublê do seu personagem. A direção fez somente closes de Patrick lutando pela vida no leito do hospital.

"Ligaram para minha casa. Eu, como diretor do hospital, vim acompanhar o caso", dirá Samuel (Eriberto Leão). "Já fui medicado. E agora?", falará Gael. O médico dirá que o playboy teve sorte, pois o tiro não atingiu nenhum órgão.

Aflita, Clara perguntará sobre Patrick. "Acabei de dizer ao Gael que teve sorte e em breve terá alta. Já no caso do Patrick, é diferente. O tiro foi bem mais sério. Ele está sendo operado. Precisamos aguardar", responderá o diretor. "Entendi. Vou ficar aqui. Vou cuidar do Patrick", comentará a vingativa.

Renato sequestrará o filho da mocinha no capítulo desta sexta (4). Ele manterá o menino em cárcere privado e exigirá quase toda a fortuna da vingativa em barras de ouro. Gael, Patrick, Clara, Bruno (Caio Paduan) e Lívia (Grazi Massafera) estarão unidos e agirão juntos para enganar o sequestrador e salvar a vida do garoto. 

O ex-agressor é quem vai bolar o plano para estourar o cativeiro de Tomaz. Ele fará a entrega do pagamento do resgate, faltando a maior parte do ouro, mas Renato não perceberá isso logo de cara. O playboy seguirá o mau-caráter e invadirá a casa de lapidação onde o filho estará.

Ele será baleado pelo sequestrador. Um carro com o delegado e policiais estará chegando juntamente com o de Patrick e Clara. Bruno e seus homens vão derrubar a porta e todos entrarão no cativeiro. 

Renato vai aproveitar a distração dos demais, dará uma chave de pescoço na mocinha e apontará a arma para a sua cabeça. Nesse momento, Patrick, que também estará armado, vai tirar o revólver escondido em seu corpo e dará um tiro certeiro, ante se ser baleado em O Outro Lado do Paraíso.


Confira cinco reportagens especiais sobre O Outro Lado do Paraíso:

De mimada a 'bicha pão com ovo': os sete mais odiados de O Outro Lado
Clara rejeitada e prisão de pedófilo levaram fãs da novela à loucura
De mocinha sem sexo a pacto com a morte: o fantástico mundo de Walcyr Carrasco
'A primeira tesourada é inesquecível', diz atriz que interpretou vilã da trama
Chega de achincalhar: cinco vezes em que O Outro Lado arrasou

Últimas de O Outro Lado do Paraíso


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Bolsonaro virou chacota na Globo! Nos Tempos do Imperador coleciona indiretasMitomaníaco, sem noção ou exibido? 5 vezes que Gui Araujo falou demais em A FazendaDe vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabia

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas