Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

SABRINA SEARA

'Nenhuma mulher deve mudar a aparência para agradar homem', diz vilã de Betty, a Feia

REPRODUÇÃO/NBC UNIVERSAL

Imagem de Sabrina Seara interpretando Marcela Valencia em cena da novela Betty, a Feia em NY

Sabrina Seara interpreta Marcela Valencia em Betty, a Feia em NY; atriz defende autoestima feminina

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 9/8/2020 - 7h10

Em Betty, a Feia em NY (2019), a vilã Marcela Valencia (Sabrina Seara) tinha uma vida de contos de fadas, mas faltava amor próprio à personagem. A intérprete da recalcada, porém, entrega que gostou dos ajustes feitos na adaptação pelo tom moderno adotado, no qual a protagonista terminou muito mais empoderada. "Nenhuma mulher deve mudar a aparência para agradar homem", diz Sabrina ao Notícias da TV.

Na saga exibida pelo SBT nos últimos meses e também pela Netflix --onde a trama permaneceu durante algumas semanas no Top 10 de conteúdos mais vistos-- Marcela era noiva de Armando Mendoza (Erick Elias) no início. O empresário conheceu Betty Rincón (Elyfer Torres) e acabou se apaixonado pela "feia".

Como no clássico de Fernando Gaitán, um dos principais momentos da trama é justamente a mudança de visual da mocinha. Só que, pela primeira vez nas adaptações da história, a "feia" ficou "bonita" com cabelos cacheados, sem alisar as madeixas e de uma maneira muito mais inspiradora, sem se transformar apenas para agradar ao homem que ela ama.

"Uma das coisas de que mais gostei é que fizemos uma adaptação moderna. O trabalho da Elyfer foi maravilhoso, adorei que ela defendeu muito uma mudança moderna e atual na personagem. Estou totalmente de acordo que nenhuma mulher deve mudar aparência ou nada para agradar a um homem. Então, essa mudança da Betty foi bastante sutil, muito moderna, e isso me encantou", comenta.

Correria antes das gravações

Casada com o ator e cantor Daniel Elbittar desde 2014, a atriz conta que passou por uma reviravolta em sua vida quando aceitou o convite para trabalhar na novela, que foi gravada em Miami, nos Estados Unidos, mas era ambientada em Nova York.

"Estava no México e tive que ir correndo para Miami, uma semana antes das gravações. Cheguei e, três dias depois, comecei a gravar. Tive que viajar para Nova York e tudo foi como um sonho. Foi bastante desafiador, pois tive que construir a Marcela no decorrer da novela", explica.

Entretanto, o curto espaço de tempo para preparar a personagem não atrapalhou a repercussão que ela teve com os espectadores da trama. "Vimos uma pessoa que estava cheia de vazios, dor e insegurança. Gostei de interpretar uma vilã tão humana, tão real, e várias pessoas se identificaram com ela. No final, percebemos que ela encontrou o amor próprio, algo que não tinha. Isso foi o que eu mais gostei, ver uma mulher transparente e honesta", afirma Sabrina.

Agora, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), ela segue em isolamento social nos Estados Unidos, na companhia do marido e do filho, Maximiliano, de 3 anos, e diz que esse é um momento de grande aprendizado.

"Percebemos o valor real da vida e passamos a decidir as coisas com muito mais calma, paciência e dando o verdadeiro significado da vida, que é você estar com sua família", comenta a venezuelana.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?