Reprise no SBT

Mili de Chiquititas, Giovanna Grigio aponta gordofobia na novela: 'Hoje não seria assim'

Reprodução/Instagram

A atriz Giovanna Grigio em foto posada e publicada em seu Instagram, com jaqueta azul e fundo laranja

A atriz Giovanna Grigio, que interpretou Mili em Chiquititas; hoje, ela acha que novela deu exemplo de gordofobia

FERNANDA LOPES - Publicado em 27/06/2020, às 07h39

A segunda versão de Chiquititas, que foi ao ar originalmente no SBT entre 2013 e 2015, voltará a ser exibida na emissora a partir desta segunda-feira (29). Apesar de ela ainda ser relativamente recente, algumas tramas da novela infantil já ficaram datadas. Ao refletir sobre isso, Giovanna Grigio, que interpretou a protagonista Mili, acredita que piadas gordofóbicas não teriam vez caso a história fosse gravada atualmente.

"Acho que, de sete anos pra cá, muita coisa mudou. Provavelmente algumas coisas vão ter uma leitura diferente. Eu lembro que a gente já falava de coisas interessantes naquela época. Teve uma trama da Pata [Júlia Olliver] que assumia o cabelo afro, e logo depois já rolou o boom de transição capilar [na sociedade], acho que foi muito acertado. Mas lembro também que tinha muita piada pelo fato de o Rafa [Filipe Cavalcante] ser gordo", conta a atriz ao Notícias da TV.

Reprodução/SBT

O personagem Rafa foi alvo de piadas gordofóbicas

"Acho que, se Chiquititas fosse gravada hoje, não seria assim. Então acho que sim, algumas coisas vão ser vistas de forma diferente, e isso ótimo. É sinal de que nossa sociedade está evoluindo. Que bom que a gente vai poder reparar nisso", comenta a atriz.

Chiquititas foi o primeiro trabalho de Giovanna numa novela. Ela tinha 15 anos e passou por uma bateria de testes ("Sete ou oito, perdi a conta", diz) até conquistar o papel de Mili, menina que vivia em um orfanato com outras meninas e os funcionários. Ao longo de dois anos de novela, ela descobre mais sobre seu passado e cria relações familiares com as pessoas ao seu redor.

Giovanna conta que, entre o elenco que conviveu durante todo esse tempo, com gravações em seis dias da semana, as relações também ficaram muito próximas. Para ela, que passou todo o ensino médio se dividindo entre as aulas e a novela, foi uma época especificamente intensa.

"Foi um período muito difícil, mas gratificante. Eu estava realizando meu sonho. Foram dois anos com uma rotina mega pesada de gravações, mas eu amava muito estar no estúdio, pra mim foi uma experiência incrível e que me ensinou muita coisa. A gande escola do audiovisual na minha vida foi Chiquititas", declara Giovanna.

Com a reexibição da novela, a atriz ficará no ar em três novelas ao mesmo tempo: além de Chiquititas, ela está em Êta Mundo Bom (2016), como Gerusa, e em Malhação - Viva a Diferença (2017) na pele de Samantha. Ela diz que até hoje é tietada por crianças telespectadoras da novela e acredita que a reprise lhe trará uma nova geração de pequenos fãs da Mili.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook