Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

MODERNOS

Final de O Cravo e a Rosa: Lourdes, Fábio e Bárbara quebram tabu com trisal

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Carla Daniel, Carlos Evelyn e Virginia Cavendish estão sentados em um banco de igreja, com os braços dados; eles encaram um ao outro, sorridentes, em cena do final de O Cravo e a Rosa

Lourdes (Carla Daniel), Fábio (Carlos Evelyn) e Bárbara (Virginia Cavendish) formarão um trisal

SABRINA CASTRO

sabrina@noticiasdatv.com

Publicado em 11/4/2022 - 14h00

Lourdes (Carla Daniel) e Bárbara (Virginia Cavendish) se mostrarão muito modernas ao formarem um trisal com Fábio (Carlos Evelyn) em O Cravo e a Rosa. Depois de ter seu segredo descoberto, o "mudinho" da novela reapresentada pela Globo enrolará as feministas e fingirá estar confuso entre as duas. Assim, ele aparecerá no casamento de Bianca (Leandra Leal) e Edmundo (Ângelo Antônio) acompanhado pelas duas professoras nas cenas finais do folhetim.

O estudante de Música conseguirá se livrar das investigações das feministas uma série de vezes até o último capítulo da trama. Elas chegarão perto de descobrir que o tal "mudinho" mora na pensão de Dalva (Bia Nunnes), mas Candoca (Miriam Freeland) virará cúmplice do cafajeste e também enganará as mulheres.

A aposta do rapaz com Petruchio (Eduardo Moscovis) chegará aos ouvidos de Catarina (Adriana Esteves) na reta final. O roceiro havia prometido comer capim caso o amigo conseguisse levar Lourdes para a cama. O produtor de queijos cumprirá o castigo, mas Fábio manterá um caso não só com a professora, mas com a amiga dela também.

A "fera", então, descobrirá a estratégia do canalha: ele se fingiu de mudo para amolecer o coração das suas amigas. A ricaça usará a informação para fazer as professoras a ajudarem a separar Bianca de Heitor (Rodrigo Faro). Depois que tudo der certo, a mulher de Petruchio revelará toda verdade. 

As mulheres serão cruéis do rapaz quando ouvirem tudo da boca da amiga. Elas irão acertá-lo com ovos e pendurá-lo da janela do apartamento. Assim, o estudante finalmente usará sua voz.

"Vocês pensam que eu sou de ferro? Que dou conta das duas me agarrando o tempo todo? Vocês diziam que eram virtuosas, mas, quando pensaram que eu era mudo e que não podia contar nada para ninguém, viraram duas safadas", gritará o estudante.

Mesmo assim, as mulheres o perdoarão. Porém, elas exigirão uma decisão em troca. "Nós queremos que você escolha uma de nós duas, mudinho, e a que você escolher te perdoará. Eu sei que a Lourdes vai ficar muito triste quando você me escolher, mas não posso fazer nada, é a vida", dirá Bárbara. "Mas eu não vou poder escolher, porque eu gosto das duas", confessará o jovem.

Fábio, mais uma vez, ludibriará as feministas. O amigo de Celso (Murilo Rosa) afirmará que precisa conhecer melhor as mulheres para decidir com qual deve ficar. Por isso, ele pedirá um tempo para fazer sua escolha. "E se eu me mudasse para a casa de vocês por uns tempos? Para nos conhecermos melhor?", sugerirá. O pedido será prontamente aceito.

Obviamente, o músico não pretenderá chegar a uma conclusão nunca. Na cena final do folhetim, elas mostrarão que continuarão iludidas. As professoras aparecerão de braços dados com o namorado, com um sorriso no rosto, durante o casamento de Bianca e Edmundo. 

"Aí, mudinho, um dia vai ser o nosso casamento", afirmará Lourdes. "Ou o nosso, né, mudinho?", pressionará Bárbara. "Vocês tem que dar um tempo para eu me decidir. Quem sabe uns dez anos?", responderá o cafajeste.

Escrita por Walcyr Carrasco e dirigida por Walter Avancini, O Cravo e a Rosa foi ao ar pela primeira vez em 2000. O folhetim bateu recorde em sua última reapresentação no canal Viva.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em O Cravo e a Rosa e em outras novelas:


Últimas de O Cravo e a Rosa

Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.