Quem fica com o bebê?

Éramos Seis: Clotilde e Olga entram em confronto pela guarda de Chiquinho

Reprodução/Globo

As atrizes Simone Spoladore e Maria Eduarda de Carvalho em cenas de Éramos Seis

Clotilde (Simone Spoladore) vai pedir seu filho de volta para Olga (Maria Eduarda de Carvalho) em Éramos Seis

REDAÇÃO - Publicado em 24/02/2020, às 05h34

Chiquinho será disputado entre suas duas mães, a biológica e a adotiva. Em Éramos Seis, Clotilde (Simone Spoladore) deu seu filho para Olga (Maria Eduarda de Carvalho) criar, mas a situação mudará quando Almeida (Ricardo Pereira) lhe propor uma vida juntos. A irmã do meio vai pedir seu bebê de volta, e Olga não gostará nada disso.

Mesmo depois de dizer "sim" a Almeida (Ricardo Pereira), a personagem de Simone Spoladore preferirá deixar o herdeiro sob os cuidados da irmã antes de voltar para São Paulo. Ela, contudo, não conseguirá esconder a sua tristeza por ficar longe de seu menino. "Desde que chegamos, vejo que está angustiada. Está arrependida de ter vindo?", questionará o vendedor de tecidos.

A filha do meio de Maria (Denise Weinberg) decidirá tirar o peso de suas costas ao revelar ao galã de Ricardo Pereira toda a verdade sobre a criança. "Temos um filho, Argemiro. Um filho. Aquele bebê lindo que acaba de nascer e que sorri quando você pega no colo. Não é o caçula de Olga e Zeca. É nosso", disparará ela.

Em choque, o bonitão não esconderá a sua decepção com a amada. "Já estava tudo acertado para mim. E então você chegou me prometendo uma vida, um lar, uma família, seus filhos. Mas como posso viver sem meu bebê, sem o nosso bebê, Miro? Como posso?", se justificará a sobrinha de Emília (Susana Vieira).

REPRODUÇÃO/TV GLOBo

Clotilde (Simone Spoladore) acalenta o filho Francisco em cena do folhetim das seis da Globo


Culpa e arrependimento

Dispostos a corrigir as falhas do passado, já que Almeida também abandonou a amante grávida para continuar casado com Natália (Marcela Jacobina), os dois voltarão até Itapetininga para buscar Francisco. "Ora, mas pegaram o trem tão cedo por causa de quê?", questionará a personagem de Maria Eduarda de Carvalho, surpresa ao ver o casal na sua porta.

"Olga, queria dizer. A vida tem caminhos muito tortos, a gente erra e depois tenta acertar. Eu vim buscar o Chiquinho. Não sei se tinha o direito de voltar atrás numa decisão dessas, mas não se trata mais do que é certo ou errado. Não quero viver separada do meu filho", confessará Clotilde.

"Nosso filho", corrigirá o comerciante. "Me desculpem voltar assim, mas eu não tinha conhecimento desse arranjo. Sei que Clotilde tomou essa decisão num momento de desespero e provação. Mas eu sou o pai do Francisco", emendará ele.

Atônita, a mãe de Tavinho (André Cidade) não deixará que o cunhado se aproxime da criança. "Nossa intenção foi apenas ajudar, acolher Clotilde num momento difícil e solitário. Quando o senhor estava muito ocupado com seu antigo e segundo casamento, além de outros filhos", pisará a ruiva.

REPRODUÇÃO/TV GLOBo

Olga (Maria Eduarda de Carvalho) e Zeca (Eduardo Sterblitch) na trama de época: angústia


Acerto de contas

Em meio à guerra entre suas duas filhas, Maria tentará colocar panos quentes na situação. "O fato é que é que todos vocês agiram por amor. Não é hora de cobranças. E sim de resoluções", insistirá a matriarca. "A senhora me desculpe, minha sogra, mas esse é um momento de franqueza. Gostaria de ter um colóquio a sós, de pai para pai, com seu Almeida", interromperá Zeca.

O funcionário de Assad (Werner Schünemann) estranhará quando o caipira lhe servir um cálice de bebida. "Antes de tudo, parabéns pelo filho. O senhor foi privado desse momento de celebração quando ele nasceu. Então, aqui vai um brinde à saúde de seu.. Nosso menino", proporá o interiorano.

O matuto será franco com Almeida. "O senhor há de convir que já deixou Clotilde na lama algumas vezes. Quem nos garante que não vai acontecer de novo? Minha preocupação é com Francisco, inocente no meio dessa confusão toda", falará ele.

Emocionado, Almeida reconhecerá os seus erros e implorará por uma segunda chance de refazer a sua vida, dessa vez ao lado da mulher que ama de verdade. "Clotilde e eu estamos juntos, certo do que queremos. O amor mostra como fazer. Mesmo quando teimamos com ele", argumentará o negociante.

"Está certo. É justo. É muito justo isso tudo aí que o senhor diz aí. Espero mesmo que não lhe falte juízo, seu Almeida... Porque estou lhe entregando o meu caçulinha", cederá Zeca, antes se selar o destino de Francisco com um abraço fraternal no mercador do remake de Angela Chaves.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações exclusivas de Éramos Seis e de outras novelas!

Últimas de Éramos Seis

Resumos semanais

Resumo da novela Éramos Seis: Capítulos de 24 a 27 de março

Terça, 24/3 (Capítulo 151)
Isabel comemora a presença de Lola. Inês teme a proximidade de Lola e Leon. Olga e Zeca se preparam para sua viagem de navio. Lola se sente desconfortável na casa de Isabel e Felício, e ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook