MARIA EDUARDA DE CARVALHO

Atriz realiza sonho e se emociona com homenagem aos avós em Éramos Seis

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A atriz Maria Eduarda de Carvalho, de queixo caído, caracterizada como a Olga em cena de Éramos Seis

Maria Eduarda de Carvalho interpreta Olga no remake de Angela Chaves; ela é fã das versões anteriores

DANIEL FARAD, do Rio de Janeiro - Publicado em 03/02/2020, às 04h49

Maria Eduarda de Carvalho descobriu que tinha passado no teste para Éramos Seis graças a sua avó, Isabel de Carvalho. Aos 82 anos, a senhora ligou para a neta ao ler em um jornal que a atriz estava escalada para o remake de Angela Chaves. "Disse que não sabia de nada, e ela respondeu para eu dar um jeito", lembra a artista ao Notícias da TV.

Ela explica que tanta felicidade vem de uma memória afetiva das duas juntas, assistindo à adaptação do romance de Maria José Dupré (1898-1984) que o SBT exibiu em 1994. Agora, Maria Eduarda se sente realizando um sonho de família ao interpretar Olga, papel que foi de Denise Fraga na versão escrita por Silvio de Abreu e Rubens Ewald Filho (1945-2019).

"As lembranças da novela se misturam com as da época em que convivi com os meus avós no sítio deles no Rio de Janeiro. Eu e meus primos passávamos os finais de semana e as férias por lá. É um trabalho que me causa uma emoção muito particular", justifica.

Mais de cem capítulos depois, Maria Eduarda ainda se pega comovida ao gravar as suas sequências como a irmã mais nova de Lola (Gloria Pires).

"Em vários momentos eu fico profundamente emocionada, me lembrando da história de vida deles. São pessoas que viveram aquele tempo, e minha avó também deu várias voltas no marido, como as mulheres da trama", confidencia ela.

Hoje, a intérprete repete a experiência que teve com a filha Luíza Wine, de 9 anos, fruto de seu casamento com o cineasta Snir Wine. "Ela ama a novela e está doida para ir nos bastidores conhecer as crianças", conta a carioca.

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Olga (Maria Eduarda de Carvalho) à espera de seu quatro filho: maternidade transformadora


Capivaras e jacarés

Os quatro filhos de Olga, que são carinhosamente apelidados de "capivarinhas" no drama de época, tiveram a quem puxar. Assim como os pestinhas, Maria Eduarda confessa que não parava quieta um só minuto na companhia do avô Renato Luís. Ele a levava para as todas as suas aventuras durante a estadia no interior.

"Ele tinha um quê de super-herói, fazia miséria no chácara. Eu até já castrei um boi em sua companhia, porque ele era esse tipo. Entrava com a gente na floresta, levava para tomar banho no rio com jacarés, e a gente achava tudo o máximo", dispara.

Ela agora está do outro lado e precisa lidar com as loucuras que eventualmente encontra nos roteiros de gravação, já que Olga está sempre arrancando os cabelos por conta das travessuras dos herdeiros. A atriz, no entanto, acredita que a maternidade veio para humanizar a sua personagem após o tom exagerado na primeira fase.

A sobrinha de Emília (Susana Vieira) testou a paciência do público com seus excessos e contradições. Apesar de ter se casado grávida com Zeca (Eduardo Sterblitch), ela pressionou Clotilde (Simone Spoladore) a recusar o pedido de casamento de Almeida (Ricardo Pereira) por ele ser desquitado.

Nos próximos capítulos, Olga terá a chance de provar que mudou ao assumir o filho bastardo que a solteirona espera do marido de Natália (Marcela Jacobina). "A maternidade faz isso com a gente, dá um choque de realidade. Um mundo novo que se descortina, maravilhoso e bizarro, em que ela mergulhou para se tornar mais humana", considera a artista.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações exclusivas de Éramos Seis e de outras novelas!

Últimas de Éramos Seis

Resumos semanais

Resumo da novela Éramos Seis: Capítulos de 24 a 27 de março

Terça, 24/3 (Capítulo 151)
Isabel comemora a presença de Lola. Inês teme a proximidade de Lola e Leon. Olga e Zeca se preparam para sua viagem de navio. Lola se sente desconfortável na casa de Isabel e Felício, e ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook