Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Incêndio criminoso

Em Bom Sucesso, Diogo toca o terror nos inimigos com vingança final: 'Hora de agir'

Reprodução/TV Globo

Diogo (Armando Babaioff) acende o isqueiro para colocar fogo na editora em cena de Bom Sucesso

Diogo (Armando Babaioff) acende o isqueiro para colocar fogo na editora no capítulo desta sexta-feira (17)

REDAÇÃO

Publicado em 17/1/2020 - 8h11

Diogo (Armando Babaioff) partirá para sua vingança final contra a família Prado Monteiro no capítulo desta sexta-feira (17) em Bom Sucesso. O vilão arrastará Gisele (Sheron Menezzes) para a editora e tocará o terror em seus inimigos. Por fim, provocará um incêndio criminoso para matar todos os mocinhos da história.

Logo na entrada, Diogo dará um tiro e matará o segurança sem sequer hesitar. "Você virou um monstro. Quando foi que isso aconteceu?", reagirá a amante espiã. "Tem uma linha que, depois que você passa, é impossível voltar", filosofará o mau-caráter.

Ele amarrará Gisele numa cadeira e tapará a boca dela com fita isolante. O mau-caráter, então, espalhará toda a gasolina pela editora e esperará as pessoas começarem a chegar. "Parece que já chegou todo mundo. É hora de agir", anunciará ele, antes de aparecer com a arma em punho diante da família de Alberto (Antonio Fagundes.

reprodução/tv globo

Gisele (Sheron Menezzes) será amarrada em uma cadeira por Diogo (Armando Babaioff)

"Olá, meus queridos companheiros de trabalho. Onde estão os chefes, hm? Marcos [Romulo Estrela], Nana [Fabiula Nascimento], Alberto...? Devem lá dentro, em suas salas amplas, confortáveis, com ar condicionado e poltronas anatômicas... Mas daqui a pouco os ratos vão sair de suas tocas", debochará Diogo.

Até Alberto e Paloma (Grazi Massafera) estarão lá, além de Mario (Lucio Mauro Filho), Nana e Marcos, para comemorarem a saída de Diogo da empresa. "Eu avisei que ia me vingar. Afinal, quem mexe com fogo...", dirá o advogado, que segundos depois ateará fogo na editora com um isqueiro.

Toda a empresa ficará em chamas, e alguns funcionários ameaçarão fugir. "Ninguém se mexe ou morre! Vocês me julgaram tanto, agora eu sou o juízo final!", sentenciará o vilão prepotente. 

Nana convencerá o ex-marido a liberar os funcionários, e sobrarão só ela, Marcos, Mario, Alberto, Leila (Alexandra Martins) e Paloma. Todos se desesperarão e xingarão Diogo. Enquanto isso, o fogo ficará cada vez mais forte. "Iremos todos [para o inferno] de mãos dadas. O capeta vai vibrar com a nossa chegada", celebrará ele.

Heroína inesperada

Durante todo esse período, Gisele estará tentando se soltar. As discussões no salão principal da editora continuarão e, no momento em que Marcos ameaçar atacar o incendiário com um livro, a secretária conseguirá pular em cima do amante por trás. Na queda, ele deixará a arma cair longe. 

"Vão embora! Fujam daqui! Rápido!", mandará ela. Marcos ainda tentará salvar Gisele, mas as chamas bloquearão o caminho. A ex-assistente pessoal de Nana e Diogo ficarão embolados numa luta corporal enquanto os outros saem da editora.

Os bombeiros chegarão, socorrerão os feridos e apagarão as chamas. Mas os amantes serão dados como vítimas do incêndio. "O fogo já estava muito avançado. Infelizmente, não sobrou nada. Nem ninguém. A perícia ainda tá procurando algum fragmento dos corpos, mas não é impossível que eles tenham sido carbonizados por completo. Sinto muito", dirá um dos bombeiros.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações exclusivas de Bom Sucesso e de outras novelas!

Últimas de Bom Sucesso


Resumos Semanais

Resumo da novela Bom Sucesso: Capítulos de 22 a 25 de janeiro

Quarta, 22/1 (Capítulo 153)
Nana consente que Batista leve Alberto para o Sambódromo. Ramon conta ao garçom da pousada seu plano para pedir Francisca em casamento. Vera deixa escapar para Eugênia que Vicente foi para um camping. Francisca aceita ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?