Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

UM LUGAR AO SOL

Com medo de fiasco, Globo encurta próxima novela das nove inédita

AGNEWS

Cauã Reymond com uma camisa branca e Alinne Moraes deitada em seus braços durante gravações de Um Lugar ao Sol no Rio de Janeiro

Cauã Reymond e Alinne Moraes em Um Lugar ao Sol: novela ficará quatro meses no ar na Globo

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 8/9/2021 - 17h38

A novela Um Lugar ao Sol, que irá substituir a reprise de Império (2014) no horário das 21h da Globo, ficará pouco mais de quatro meses no ar. A trama de Lícia Manzo foi encurtada principalmente porque a direção de dramaturgia da emissora teme que a história seja um fracasso. A aposta é maior no sucesso do remake de Pantanal em 2022.

Ao todo, Um Lugar ao Sol terá 107 capítulos originais no ar. A previsão era de que tivesse 155 --um corte de 48 capítulos--, e a estreia está marcada para 8 de novembro. O último capítulo deverá ir ao ar em 11 de março de 2022. 

Um Lugar ao Sol será o folhetim mais curto do horário desde O Fim do Mundo (1996), exibida como tapa-buraco entre Explode Coração (1995) e O Rei do Gado (1996) com 35 capítulos. Nem mesmo novelas com baixa audiência do horário tiveram um corte tão grande.

Em Família (2014) e Babilônia (2015), dois fracassos históricos, tiveram 143 capítulos produzidos. A Lei do Amor (2016), outra que foi mal, teve mais que as duas anteriores: 155. Até Amor de Mãe (2020), prejudicada pela pandemia, teve mais episódios no total e terminou com 125.

O principal motivo do corte, segundo apurou o Notícias da TV, é que a direção da Globo não enxerga no folhetim de Lícia Manzo uma história capaz de mobilizar o público e levantar o horário das 21h após o desempenho ruim de Império. Escritora elogiada pelos longos diálogos, Lícia nunca foi campeã de ibope com seus projetos.

A Vida da Gente (2011) é considerada excelente, mas não obteve grandes índices em nenhuma das duas exibições --a última terminou recentemente, antes da estreia de Nos Tempos do Imperador. Sete Vidas (2015) também teve suas qualidades sempre realçadas pela crítica, mas figura entre as audiências mais baixas da história do horário das 18h.

Outro ponto determinante para a redução foi a pandemia da Covid-19. Um Lugar ao Sol custa mais caro para ser produzida por causa de todos os protocolos de segurança. Vale ressaltar que a novela começou a ser gravada antes da pandemia, com cenas na Áustria, o que encareceu ainda mais seus custos.

Mas a expectativa maior é que Pantanal, com uma produção grandiosa e história que foi sucesso nos anos 1990, tenha mais apelo junto ao público.

Curiosamente, a redução faz Lícia Manzo ser uma espécie de "rainha das novelas curtas". Sete Vidas teve 106 capítulos, enquanto A Vida da Gente ficou com 137.

Um Lugar ao Sol será protagonizada por Cauã Reymond, no papel dos gêmeos Cristian e Renato. Um cresceu em um orfanato, o outro foi criado por uma família rica. O elenco conta Alinne Moraes, Andréia Horta, Marieta Severo, Daniel Dantas, entre outros. A direção é de Maurício Farias


Últimas de Um Lugar ao Sol


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Além de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na Globo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas