FINA ESTAMPA

Aguinaldo Silva abusa do amor-próprio em reprise; relembre três auto-homenagens

JOÃO MIGUEL JÚNIOR/TV GLOBO

O ator Carlos Vieira, o Fred, é empurrado de escada por Christiane Torloni, a Tereza Cristina, em cena de Fina Estampa

Fred (Carlos Vieira) é empurrado da escada por Tereza Cristina (Christiane Torloni) em Fina Estampa

DANIEL FARAD - Publicado em 19/03/2020, às 05h34

Meses depois de ser dispensado pela Globo, Aguinaldo Silva ganhou uma curiosa homenagem com a reprise de Fina Estampa (2011) em horário nobre. A trama entra no lugar de Amor de Mãe a partir da próxima segunda-feira (23) para deixar claro que o autor não precisa de confetes da emissora. Com um estilo permeado pela metalinguagem, o roteirista não se faz de rogado ao prestar tributo a si mesmo em suas novelas.

O amor-próprio do novelista fica claro em diversos momentos, principalmente nas vezes em que ele resgata alguns personagens de seus principais sucessos em tramas subsequentes. Em Porto dos Milagres (2001), ele trouxe de volta o deputado Pitágoras Mackenzie (Ary Fontoura) de A Indomada (1997) para uma participação especial que acabou se estendendo até os últimos capítulos.

A saga dos Mendonça e Albuquerque voltou a ser mencionada em O Sétimo Guardião (2018), já que a cidade de Serro Azul era vizinha de Greenville. Paulo Betti e Luiza Tomé também reprisaram os papéis de Ypiranga Pitiguary e Scarlet Mackenzie na flopada história do gato León (Eduardo Moscovis).

Em Fina Estampa, porém, Aguinaldo conseguiu a proeza de citar não um, mas três de seus trabalhos anteriores. Além da própria A Indomada, as cenas de Tereza Cristina (Christiane Torloni) e Crô (Marcelo Serrado) fizeram referências a Tieta (1989) e Senhora do Destino (2004).

Relembre três momentos de muito amor-próprio do autor que serão resgatados na reprise de Fina Estampa:

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Tereza Cristina (Christiane Torloni) prestes a empurrar mafioso (Luciano Chiarolli) no folhetim


A escada de Nazaré

Em uma época em que a internet brasileira ainda não costumava "quebrar" por qualquer motivo, a vilã Tereza Cristina virou manchete com a sua deferência à megera interpretada por Renata Sorrah em Senhora do Destino. Após empurrar um mafioso interpretado por Luciano Chiarolli escada abaixo, a "rainha do Nilo" emendou um "Obrigada, Nazaré Tedesco" em cena.

A frase rendeu comunidades na maior rede social da época, o Orkut. O sucesso foi tanto que a mulher de René (Dalton Vigh) passou a arremessar os seus adversários degraus abaixo. Ela despachou Fred (Carlos Vieira) para a morte sem direito a se segurar no corrimão e por muito pouco não provocou um aborto espontâneo em Patrícia (Adriana Birolli) por queda livre.

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Crô (Marcelo Serrado) e seu amante com um escorpião tatuado: segredo jamais foi revelado


O segredo de Perpétua

Durante boa parte da história, o mordomo Crodoaldo Valério se cercou de diversos amantes, mas um deles mexeu com o imaginário dos telespectadores. O funcionário de Tereza Cristina ia para a cama com um homem misterioso, que deixava à mostra apenas a sua tatuagem de escorpião no pé.

O motorista Baltazar (Alexandre Nero) tinha o animal desenhado no corpo, mas Aguinaldo preferiu manter em segredo se o "zoiudo" realmente traía Celeste (Dira Paes) com o colega de trabalho. Ferdinand (Carlos Machado) também exibia um desenho parecido.

Crô quebrou a quarta parede e se dirigiu diretamente ao público no último capítulo para fazer referência a Tieta. "Todos querem saber de quem é esse pezinho. Mas eu não vou dizer. Lembra da caixa de Perpétua [Joana Fomm]? Todos queriam saber o que tinha dentro dela, mas no final... Babau. Ninguém descobriu", disparou ele.

reprodução/tv globo

Íris (Eva Wilma) e Alice (Thais de Campos) compram caminhão no último capítulo da história 


A caminho de Greenville

As trambiqueiras Alice (Thais de Campos) e Irís (Eva Wilma) se deram bem com vários golpes durante a novela, mas tiraram a sorte grande ao assaltar o cofre de Tereza Cristina. As aproveitadoras, porém, entraram em crise de consciência diante dos dólares e decidiram finalmente arranjar um emprego honesto.

As duas compraram um caminhão para levar uma carga justamente para a cidade de Greenville, que serviu de cenário para A Indomada. "Agora esse é o nosso sonho, my darling", disse a personagem de Eva Wilma em sua sequência final, relembrando justamente o bordão de sua vilã Maria Altiva na produção de 1997.

Últimas de Fina Estampa

Resumos semanais

Resumo da novela Fina Estampa: Capítulos de 10 a 22 de agosto

Segunda, 10/8 (Capítulo 121)
Teodora é obrigada a andar com os seguranças contratados por Griselda. Griselda lembra do beijo em Guaracy. Celina garante que Beatriz ficará com Vitória. Esther pede à caseira de Itaipava que não conte a ninguém ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook