Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Tratamento capilar

Cabelo de 'bruxa' de Ana Maria Braga tem salvação; saiba qual

Reprodução/Globo

Ana Maria Braga no Mais Você de ontem (4): apresentadora está com cabelos danificados - Reprodução/Globo

Ana Maria Braga no Mais Você de ontem (4): apresentadora está com cabelos danificados

PAMELA MARUL

pamela@noticiasdatv.com

Publicado em 5/4/2016 - 5h28

A apresentadora Ana Maria Braga não faz cerimônias quando o assunto é mudança de seu visual. Já teve os cabelos longos, usou apliques, vestiu perucas, recorreu aos fios lisos e desfiados, aplicou diferentes tons de loiro e mechas coloridas. A consequência de tanta "química" são os cabelos com aparência ressecada, com as pontas espigadas, que a apresentadora vem exibindo desde que voltou das férias, em fevereiro. Ontem (4), teve gente nas nas redes sociais dizendo que Ana Maria está com "cabelo de bruxa".

Além do uso exagerado de produtos químicos, o excesso de exposição ao sol, água de piscina e até mesmo a aplicação de produtos incompatíveis com seu tipo de cabelo, como xampus e condicionadores, podem ter estragado os fios da apresentadora. Mas é possível recuperar a saúde e vitalidade dos fios.

"Provavelmente, os fios da apresentadora estão assim por conta de algum dano severo, que resultou na perda de massa e abertura das escamas que compõem a estrutura do cabelo", explica o cabeleireiro Daniel Brazil, do salão Núcleo K, em São Paulo.

As pontas são as regiões mais prejudicadas nas madeixas de quem tem o hábito de fazer uso de processos químicos, já que a oleosidade natural produzida pelo couro cabeludo não é suficiente para hidratá-las. Esses casos exigem cuidados, e para amenizar o aspecto quebradiço e trazer vida de volta ao cabelo recomenda-se um tratamento de reconstrução capilar. "O uso de máscara reconstrutora em casa também ajuda muito. Mas existem danos que são irreparáveis, que apenas a tesoura é capaz de resolver", alerta Daniel Brazil.

Ana Maria voltou das férias, em fevereiro, com os cabelos maltratados pelas químicas

Para não chegar ao extremo de ter que recorrer ao corte, é importante respeitar o limite do seu cabelo. "Muitas vezes queremos uma cor tão diferente da nossa que o processo químico para chegar ao resultado desejado acaba por destruir o fio. Nesse caso, a alegria pode ser a curto prazo", diz o cabeleireiro.

A escolha de um profissional comprometido com a saúde de suas madeixas pode lhe salvar de eventuais desastres. "Muitas sonham com o loiro platinado de uma famosa, ou o ruivo da Marina Ruy Barbosa, mas é preciso analisar as possibilidades antes", completa.

Tratando os fios

Para o cabelo ficar bonito e cheio de vida, é necessário que seja bem cuidado desde a raiz até as pontas. Por mais que a aparência de ressecado e espigado esteja nas pontas, é essencial tratá-lo como um todo.

"Uma boa reconstrução à base de aminoácidos pelo menos uma vez por semana, durante dois meses, é excelente. Depois, a sugestão é ir revezando com um tratamento mais hidratante. Lembrando sempre de pedir indicação para o profissional sobre o melhor produto para ser usado em casa. Para prevenir especificamente as pontas secas, a umectação capilar ajuda, pois os óleos de origem vegetal são absorvidos e ajudam a manter os fios hidratados", recomenda Brazil.

É possível também recorrer a métodos caseiros para disfarçar a aparência de malcuidado. Uma solução que devolve a forma ao fio e dá ao cabelo um look mais saudável é uma escova, prancha ou babyliss. "Mas cuidado, mesmo fazendo uso de termoativos, aqueles produtos que protegem o cabelo do calor, o excesso do uso desses aparelhos pode agravar ainda mais o estado do fio", alerta Brazil. O ideal, e mais recomendado pelo cabeleireiro, é cortar um pouco o cabelo, para remover as pontas mais danificadas.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.