True Crime: The Menendez Murders

Com festival de perucas, nova Law & Order empaca ao retratar crime real

Imagens: Divulgação/NBC

A atriz Edie Falco, ex-Sopranos, em imagem da primeira temporada de Law & Order True Crime - Imagens: Divulgação/NBC

A atriz Edie Falco, ex-Sopranos, em imagem da primeira temporada de Law & Order True Crime

JOÃO DA PAZ - Publicado em 19/02/2018, às 05h40

A famosa franquia Law & Order entrou na onda das séries que retratam crimes reais, como Mindhunter e American Crime Story. Mas, com uma trama rasa e um festival de perucas, a primeira temporada empaca, se arrasta ao longo de oito episódios.

A atração só saiu do papel graças ao sucesso do ano de estreia de American Crime Story, que abordou o famoso e polêmico julgamento de O. J. Simpson, ex-jogador de futebol americano. O problema é que Law & Order True Crime: The Menendez Murders, que estreia no Brasil nesta segunda (19), nem chega aos pés da produção que venceu 13 prêmios no Emmy de 2016.

Assim como a série de Ryan Murphy, Law & Order escolheu retratar um crime chocante e midiático dos anos 1990: o caso dos irmãos acusados de matarem os próprios pais para ficarem com a herança. Porém, ao contrário do que ocorreu com American Crime Story, a produção de Dick Wolf não tem apelo e peca ao não apresentar uma história que cause comoção e provoque algum debate.

A trama consiste em narrar o julgamento de Erik (Gus Halper) e Lyle Menendez (Miles Gaston Villanueva), detidos pelo crime ocorrido em agosto de 1989; na época, Erik tinha 18 anos e Lyle, 21. Eles foram presos sete meses depois, mas o julgamento só terminou em 1996.

A advogada da dupla, Leslie Abramson (Edie Falco, de Família Soprano), tenta livrá-la de uma condenação mais pesada ao argumentar que os dois agiram em legítima defesa, pois supostamente teriam sido abusados durante anos pelos pais, tanto sexualmente quanto psicologicamente.

Vencedora de três Emmys, Edie Falco é a única salvação da série. Com uma peruca loira volumosa e encaracolada, ela põe em prática toda a sua experiência na TV ao interpretar Leslie, única pessoa capaz de demonstrar qualquer simpatia aos irmãos Menendez, a ponto de tratá-los quase como filhos.

"Eles não são assassinos. São crianças problemáticas inseridas dentro de um grotesco e complicado lar. Eles [simplesmente] estouraram", disse a advogada à época do julgamento, em uma entrevista ao jornal The Washington Post.

Constance Marie em tempos diferentes de Law & Order: uma peruca mais curta que a outra

Edie não é a única a esbanjar gloriosas perucas. O único ator que passou imune por esse departamento foi o calvo Anthony Edwards (ex-Plantão Médico), que interpreta o juiz Stanley Weisberg. Todos os outros atores tiveram de usar apliques de cabelo variados, principalmente para evidenciar saltos no tempo.

Embora a história pareça ser interessante, ela se arrasta em longos oito episódios. Conhecida por aproveitar crimes reais, que estampam as capas dos jornais, para contar histórias fictícias, a franquia Law & Order falhou na primeira tentativa de dedicar uma temporada apenas a isso. True Crime deve ter uma segunda temporada, focada em um caso diferente, mas a renovação ainda não foi confirmada.

Curiosamente, o caso dos irmãos Menendez já tinha sido adaptado na primeira temporada da Law & Order (1990-2010) original. Toda a história do crime foi contada e resolvida em um único episódio, exibido em 1991.

A série será às 22h45 pelo Fox Premium 1.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu casal favorito no Power Couple?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook