Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

BRIGA NO FUTEBOL

Record se alia a torcedores em guerra contra transmissão ruim do Cariocão

REPRODUÇÃO/RECORD

Mylena Ciribelli com uma camisa branca e lendo um comunicado da Record no Balanço Geral Rio sobre o Carioca 2022

Mylena Ciribelli, da Record: emissora exigiu melhoras em transmissões do Cariocão 2022

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 1/2/2022 - 19h46

A Record decidiu se aliar aos torcedores na guerra contra as transmissões ruins do Campeonato Carioca. Ela já notificou a Ferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro) e a produtora Sportsview e exigiu uma imediata melhora na qualidade técnica da exibição. A emissora de Edir Macedo anunciou que vai tomar medidas mais duras se um padrão mínimo não for respeitado. 

Na nota enviada ao Notícias da TV e que foi lida pela apresentadora Mylena Ciribelli no Balanço Geral Rio desta terça (1º), a Record esclareceu que só comprou as partidas da competição em TV aberta, mas que não é responsável pela geração de imagens nem por questões técnicas do torneio, bem como pelos serviços de pay-per-view da competição. 

"A Record Rio realizou a compra dos direitos de transmissão do Campeonato em TV aberta, porém a operação das partidas, como a captação das imagens, indicação de profissionais e equipamentos de transmissão, é realizada exclusivamente pela empresa Sportsview, indicada pela Ferj e demais clubes cariocas", disse a rede paulista. 

A emissora reconheceu que o serviço de imagem está bem abaixo do esperado. Na estreia do torneio em TV aberta no último dia 26, Flamengo 2 x 1 Portuguesa-RJ, a qualidade ficou distante do padrão de alta definição e foi massacrada por torcedores flamenguistas. Ao identificar as reclamações, a Record fez a notificação. Caso a qualidade não seja retomada, sanções podem ocorrer. 

"Assim, com relação à qualidade da transmissão das partidas Cariocão 2022, a Record esclarece que já notificou a Ferj e a Sportsview para cobrar melhorias na qualidade da captação das imagens dos jogos", encerrou o texto. 

Segundo apurou o Notícias da TV, a Sportsview prometeu uma melhor qualidade já na partida desta quarta (2) entre Vasco e Nova Iguaçu. O jogo terá exibição da Record para 20 Estados do país, com narração de Lucas Pereira e comentários de Athirson. 

A briga do Cariocão

Desde o início da competição deste ano, a qualidade de sinal do Campeonato Carioca é detonada. Já na rodada de estreia, no dia 25, o empate entre Boavista e Botafogo por 1 a 1 ficou sem narração durante quase 20 minutos, e a imagem chegou a sumir por diversas vezes. 

No fim de semana, o caos: Volta Redonda x Flamengo no sábado (29) terminou sem imagens. Vasco x Boavista sequer foi aberto para assinantes da Claro/Net, a maior empresa de TV paga do país. Na Sky, o áudio da narração do jogo dos vascaínos tinha qualidade ruim. No domingo (30), Madureira x Fluminense não foi fechado; bastava um cadastro no site ou no app do Cariocão Play para assistir ao jogo gratuitamente. 

Ferj e Sportsview alegaram que os problemas se deram "por causa de falha nas duas redes de fibra óptica fornecidas pela Embratel, prestadora de serviços de banda larga, que leva os sinais gerados do estádio ao Centro de Produção. E que a Embratel está investigando o caso". A Embratel, ao Notícias da TV, diz o seguinte: "Informamos que disponibilizamos toda a infraestrutura necessária para que a transmissão dos jogos ocorresse normalmente".

Ainda no domingo, Ferj e Sportsview fizeram uma reunião para resolver ou atenuar as críticas. Mas ambas mostraram que não estão falando a mesma língua. A Ferj disse que a Claro esqueceu de abrir a partida. Em nota, a Sportsview negou essa versão. A Claro também rejeita que tenha esquecido de abrir o canal com a partida.

Na segunda (31), todos os times do Estadual se reuniram no Rio de Janeiro e exigiram melhora imediata da Sportsview. O clima foi tenso. Uma nova avalanche de erros nas próximas rodadas é tida como algo inaceitável.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.