Todas as mídias

'Não acredito em rádio musical no futuro', diz criador do Pânico

Divulgação

Antonio Augusto Amaral de Carvalho Filho em evento de apresentação como presidente da Jovem Pan - Divulgação

Antonio Augusto Amaral de Carvalho Filho em evento de apresentação como presidente da Jovem Pan

DANIEL CASTRO - Publicado em 02/06/2014, às 12h55

Antonio Augusto Amaral de Carvalho Filho, o Tutinha, foi anunciado hoje (2) oficialmente como novo presidente das rádios Jovem Pan, encerrando um processo de transição iniciado em dezembro de 2013. Tutinha, 58 anos, substitui seu pai, Antonio Augusto Amaral de Carvalho, o Tuta, que também fez história na televisão _foi um dos integrantes da Equipe A, que levou a Record à liderança de audiência em São Paulo nos anos 1960.

Criador do Pânico na Band, programa que nasceu na rádio Jovem Pan 1993, Tutinha é cético quanto ao futuro da FM musical que ele mesmo ajudou a instituir nos anos 1970 e popularizou nos 1980. Para Tutinha, o rádio do futuro lembra o rádio do passado, o da origem, fundamentado na conversa, no "talk" (o talk show da TV é filho do rádio).

"Eu não acredito no rádio musical no futuro", disse o executivo ao ser apresentado como presidente da Jovem Pan em evento para o mercado nesta segunda. "O i-Tunes matou a música", justifica. Segundo Tutinha, hoje o jovem tem milhares de músicas em seu telefone celular; ele não precisa mais do rádio para escutar música. O futuro do rádio, então, é o entretenimento falado.

Sua Jovem Pan já se move neste sentido há um bom tempo. No ar há mais de 20 anos, o Pânico não deixa de ser um programa mais falado do que cantado. O sucesso mais recente da Jovem Pan é o Morning Show, um programa matinal que mistura informação do dia a dia com bastidores de televisão e entrevistas, já copiado pela Rede TV!. 

Sua última empreitada é um programa de jornalístico calcado na opinião. No horário em que as FMs sempre se dedicaram às dez mais músicas do dia, entre 18h e 19h, a Jovem Pan agora apresenta Os Pingos nos Is, com o polêmico Reinaldo Azevedo, de Veja e Folha de S.Paulo, mais Mona Dorf e Patrick Santos.

LEIA TAMBÉM:

'Quase morri sozinha, mas meu boneco me salvou', diz Palmirinha

Em novela de homens fracos, malandro rouba a cena e vira herói

Para reconquistar público, Record atira para todos os lados em novela

'Latinete' salva de tiro por silicone é convidada para A Fazenda 7

Aos 56, musa da pornochanchada estreia programa de sexo 'liberal'

Em Família, 100 > Protagonistas imorais afastam público

Cinco motivos para ver Em Família e cinco para desligar a televisão


​► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é o casal mais quente de A Dona do Pedaço?
Vivi e Chiclete, a princesa e o plebeu têm química demais.
62.17%
Josiane e Régis, os vilões pegam fogo quando estão juntos.
2.08%
Fabiana e Rock, ele mostra que de santinha ela não tem nada
8.68%
Qualquer um que não seja Maria da Paz e Amadeu. Casal mais sem graça!
27.06%

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook