Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

SUCESSO ABSOLUTO

Impulsionada por Round 6, Netflix bate meta e atinge 214 milhões de assinantes

Divulgação/Netflix

Pessoa fantasiada com macacão vermelho e máscara preto com um triângulo branco no meio e uma metralhadora na mão; cena da série Round 6

Cena da série Round 6; série coreana foi vista por 142 milhões de contas e impulsionou Netflix

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 19/10/2021 - 21h11

Em balanço apresentado para os seus acionistas nesta terça-feira (19), a Netflix anunciou que fechou o terceiro trimestre de 2021 com 214 milhões de assinantes em todo o mundo. Com um aumento de 4,3 milhões de clientes neste período, a gigante do streaming superou sua previsão trimestral, que era de 3,5 milhões.

O aumento inesperado foi impulsionado pelo sucesso de Round 6 (2021). Principal surpresa da plataforma em 2021, a produção sul-coreana foi vista por 142 milhões de contas em suas primeiras quatro semanas disponível no catálogo da plataforma e liderou o top 10 em 94 países.

Os números de Round 6 surpreendem ainda mais quando comparados com sucessos já estabelecidos da Netflix. A estreia da primeira parte da quinta temporada de La Casa de Papel atingiu 69 milhões, enquanto a terceira temporada de Sex Education foi vista por 55 milhões no mesmo período.

De acordo com o relatório, a Netflix aumentou a sua base de assinantes em todas as principais regiões do globo. Pelo segundo trimestre seguido, a principal responsável pelo aumento de clientes foi a Ásia, com 2,2 milhões de novos espectadores.

A plataforma informou que o crescimento na América do Norte e Latina foi baixo em comparação com as outras regiões, mas que a situação já era esperada. Na visão da Netflix, essas áreas têm alta penetração de outros serviços, mas ainda há ampla margem para crescimento se houver mais investimento local.

O serviço de streaming destaca que, após a turbulência enfrentada pela pandemia de Covid-19 e a diminuição de grandes lançamentos em 2020, os resultados obtidos no terceiro semestre refletem os efeitos da retomada da indústria.

Neste trimestre, a Netflix atingiu uma receita de US$ 7,5 bilhões, cerca de 16% a mais do que o obtido no mesmo período do ano passado. No caso da receita operacional, o aumento foi de 33%, com pelo US$ 1,8 bilhão arrecadado.

Mudança na medição de conteúdo

Na carta aos acionistas, a Netflix também informou que irá mudar a forma como faz a medição de audiência de suas produções originais. Atualmente, o serviço de streaming conta quem assistiu a pelo menos 2 minutos de um episódio ou filme disponível no catálogo.

No novo formato, a plataforma irá medir a quantidade de horas vistas para cada produção, e não mais quantas contas buscaram assistir ao conteúdo. Isso afetará diretamente a atual lista de filmes e séries originais Netflix mais assistidos na história do serviço.

"Há algumas diferenças nas classificações, mas achamos que o engajamento medido pelas horas visualizadas é um indicador ligeiramente melhor do sucesso geral de nossos títulos e da satisfação dos assinantes. Também coincide com a forma como os serviços externos medem a exibição de TV e dão o devido crédito às reprises", afirmou a empresa.

A Netflix também prometeu mais transparência no futuro, fora de seus relatórios trimestrais. "Para que nossos membros e a indústria possam medir melhor o sucesso no mundo do streaming", conclui o relatório.

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Juan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas