Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

BALANÇO DE 2021

Em crise no ibope, SBT lucra R$ 141 milhões graças a futebol e Show do Milhão

REPRODUÇÃO/SBT

Silvio Santos no estúdio de seu programa antes da pandemia de covid-19

Silvio Santos, dono do SBT: emissora fecha 2021 no azul com futebol e custos baixos de produção

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 17/5/2022 - 6h45

Mesmo em meio de uma crise histórica de audiência, o SBT obteve bons resultados financeiros no ano de 2021. O balanço mostra que a emissora de Silvio Santos cresceu seu faturamento líquido e fechou no azul com R$ 141 milhões de lucro. O sucesso comercial do futebol e de programas como o Show do Milhão são os principais fatores que levaram ao saldo positivo. 

O SBT conseguiu receita líquida de R$ 1,4 bilhão, valor que representa tudo o que a emissora conseguiu angariar no mercado, como contratos de patrocínio, investimentos externos, ações de merchandising e outros negócios. O resultado é 34% maior do que o ano anterior, quando a empresa conseguiu R$ 1,1 bilhão --mesmo em um ano de baixa por causa da pandemia de Covid-19.

O que mais pesou para o resultado positivo foi a entrada em caixa do faturamento de patrocínios da Libertadores e da Uefa Champions League, eventos que marcaram a volta do SBT ao futebol após 17 anos sem investimentos na área. Todas as cotas colocadas no mercado foram vendidas pela área comercial para os dois eventos até o fim deste ano. 

Direitos de futebol custam caro, mas ajudam no fluxo de caixa. Em 2021, o SBT teve retorno de R$ 58,2 milhões com seus eventos. É algo que até o ano retrasado não existia. O dinheiro do futebol também ajudou a empresa a registrar o maior crescimento no faturamento líquido de um ano para o outro em sua história, 374%. Em 2020, a emissora havia fechado com R$ 29,7 milhões de lucro. 

"O SBT teve um ano completo de receitas do futebol tanto em TV aberta como no digital, no qual neste último ano temos crescido de forma significativa. Isso combinado com a gestão de custos mais rígida da empresa permitiram esse excelente desempenho", disse a empresa em comunicado enviado ao Notícias da TV

O futebol não foi o único motivo que fez a TV de Silvio Santos ter um resultado acima da média do mercado. O lançamento de novos programas que foram ao ar já vendidos ajudou nesse sentido. O principal deles foi o retorno do Show do Milhão, que estava fora do ar em 2009 e que teve uma edição especial feita em parceria com o banco digital PicPay. A apresentação foi de Celso Portiolli. 

Outro ponto relevante foi o baixo custo de produção da sua programação, que em 2021 foi calcada principalmente por reprises. Por causa da pandemia, o SBT não fez investiu em dramaturgia própria, que custa mais, e só reexibiu outras tramas. Atrações de entretenimento também passaram parte do ano com exibição de edições antigas.

"O desempenho do SBT veio acima da média de mercado, muito em função dos programas que foram lançados ao longo do ano. Como, por exemplo, a volta do Show do Milhão, a primeira edição do Cozinhe Se Puder, novos quadros na Eliana e Domingo Legal. Ainda, a emissora conseguiu bons índices de audiência com reprises (ainda reflexo da pandemia), em que o custo é naturalmente mais baixo", disse a Comunicação do SBT. 

Vale ressaltar que a Libertadores ainda será do SBT em 2022. A partir de 2023, a Globo retoma a competição de clubes mais importante do continente. Já a área esportiva de Silvio Santos ficará com a Copa Sul-Americana. É nela que o SBT aposta para manter o resultados no esporte até 2026. 


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.