Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ALMAS GÊMEAS

Novo filme da TNT explora romance entre um homem gay e uma mulher hétero

Divulgação/TNT Original

Katie Findlay e James Sweeney sentados em uma lanchonete em cena de Almas Gêmas

Katie Findlay e James Sweeney em Almas Gêmas, filme que o canal pago TNT exibe nesta sexta (20)

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 20/11/2020 - 6h50

Se a ideia de um relacionamento entre um homem gay e uma mulher hétero é considerada improvável (ou impossível) por muitos, Almas Gêmeas tenta provar o contrário. Primeira aventura solo na direção de James Sweeney, o filme convence ao contar a história de amor entre dois melhores amigos. O novo longa com o selo TNT Originals estreia no canal pago nesta sexta (20). 

Na trama, Todd (Sweeney) é um jovem que sempre se considerou gay, mas enfrenta uma crise sobre sua sexualidade por não gostar de sexo. Rotulado a vida inteira como "afeminado", ele decide se aventurar em relações heterossexuais --para o desespero de seus amigos.

É durante essa autojornada de descobrimento que ele conhece Rory (Katie Findlay), uma garota que também passa por uma crise existencial por não conseguir realizar o sonho de se tornar uma atriz e alcançar a independência financeira. De imediato, os dois percebem uma forte ligação e passam horas conversando ainda no primeiro dia.

De experiências de vida nunca contadas a conversas supérfulas sobre os personagens preferidos de Gilmore Girls (2000-2007; 2016), Todd e Rory constroem uma doce relação entre si, quebrando as expectativas negativas de todos ao redor. Ao transformar a amizade em namoro e se mudarem para debaixo do mesmo teto, os conflitos finalmente começam a aparecer.

Diferente do namorado, Rory não é assexuada e sente desejos. Todd, por outro lado, se esforça para agradar a amada o máximo que consegue, mas suas peculiaridades --e são muitas-- acabam sempre atrapalhando na hora H. A situação piora quando Ryder (James Scully), o amigo gay muito bem resolvido do rapaz, decide contar sobre o passado "gay" de Todd para a mocinha.

Para quem ainda não havia dirigido um longa-metragem sozinho, Sweeney mostra maturidade na condução de sua história. O roteiro, também escrito por ele, tem sucesso ao mostrar que Todd não é apenas um garoto assexuado e perdido, mas alguém que tem como maior medo morrer sem ninguém.

É na força da atuação, no entanto, que fica a maior qualidade de Almas Gêmas. Com diálogos rápidos, tanto Sweeney quanto Katie esbanjam talento na hora de provar que o título do filme não é à toa. A escalação dos dois juntos foi certeira, de fato algo para deixar o jovem cineasta orgulhoso.

Como Todd, o longa às vezes pode parecer cansativo, mas nem por isso soa menos inteligente. James Sweeney é um cineasta com a rara habilidade de lançar diálogos que parecem saídos da cabeça de Tatá Werneck de tão rápidos. Mesmo que não seja o melhor filme do mundo, Almas Gêmas é obra de um talento surpreendente.

A TNT exibe o filme nesta sexta-feira, às 22h30. Confira o trailer (sem legendas) abaixo:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?