Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

TRETA NOS BASTIDORES

Joss Whedon rebate acusações de abuso e detona astro de Liga da Justiça

DIVULGAÇÃO/MARVEL STUDIOS

Joss Whedon nos bastidores de Vingadores: Era de Ultron

Joss Whedon nos bastidores de Vingadores: Era de Ultron; diretor rebateu acusações de abuso

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 17/1/2022 - 19h20

Joss Whedon quebrou o silêncio e comentou as acusações de abuso que teria cometido durante as refilmagens de Liga da Justiça (2017). O diretor ainda se manifestou sobre as críticas feitas por Ray Fisher sobre sua atuação no longa e detonou o intérprete do herói Ciborgue. "Mau ator", disse.

Cineasta conhecido por seus trabalhos em Buffy: A Caça-Vampiros (1997-2003) e Os Vingadores (2012), Whedon viu a sua carreira desmoronar após Fisher acusá-lo de mau comportamento no set de Liga da Justiça em uma série de postagens feitas no Twitter, em 2021. Entre os problemas citados estavam racismo e abuso moral por parte do diretor, que assumiu o posto após a saída de Zack Snyder.

Além de Fisher, outros astros do filme como Gal Gadot (Mulher-Maravilha), Ben Affleck (Batman) e Jason Momoa (Aquaman) se manifestaram e corroboraram com o discurso do colega. No caso da atriz, Whedon teria ameaçado acabar com a sua carreira após Gal pedir-lhe para deletar uma cena do longa na qual ela enxergava machismo.

Semanas após as acusações de Ray Fisher, a atriz Charisma Carpenter, que trabalhou com o diretor em Buffy e Angel (1999-2004), foi às redes sociais fazer críticas a Whedon. Em manifesto público, a intérprete de Cordelia Chase o acusou de abuso moral e verbal nos bastidores, entre eles a chamando de estar gorda durante a gravidez da artista.

Em entrevista à revista New York Magazine, Whedon rebateu todas as acusações e culpou os fãs de Zack Snyder pela repercussão negativa de seu trabalho em Liga da Justiça. "Não sei começou a campanha difamatória, mas sei em nome de quem isto foi feito."

Sobre as acusações de Fisher sobre o seu comportamento nas refilmagens de Liga da Justiça, Whedon as descreveu como falsas e disse que cortou grande parte das cenas do ator por sua péssima performance.

"Nada disso [que Fisher o acusou] é verdade ou digno de discussão. Estamos falando de uma força maléfica que fez isso de má-fé. Estamos falando de um mau ator em ambos os sentidos", retrucou Whedon.

Apesar das críticas contra Ray Fisher, o cineasta pegou mais leve com Gal Gadot. À publicação, o diretor afirmou que a intérprete da Mulher-Maravilha não entendeu suas sugestões por não ter o inglês como língua nativa-- a atriz de 36 anos é natural de Petah Tikva (Israel).

"Eu não ameaço pessoas. Quem faz isso? Inglês não é a sua primeira língua, e eu acabo sendo irritantemente confuso em meu discurso", disse Whedon. Segundo Gal, o diretor teria dito que a amarraria nos trilhos de um trem em movimento antes de cortar uma cena a pedido da atriz.

Whedon minimizou as acusações feitas por Charisma. De acordo com o diretor, ele de fato não teria aceitado bem o anúncio da gravidez da atriz, mas elogiou o seu talento para o humor e disse que teve apenas boas recordações de sua relação com ela.

"Realmente não fui educado com ela [sobre a gravidez], mas não a chamei de gorda. A maioria das minhas experiências com Charisma foram agradáveis e encantadoras. Às vezes ela tinha problemas com suas falas, mas ninguém acertava o tom de uma piada como ela", acrescentou.

O que dizem os atores

Após a publicação das declarações de Joss Whedon à New York Magazine, Gal Gadot e Ray Fisher se manifestaram sobre as respostas dadas pelo cineasta sobre suas acusações.

Procurada pela publicação, Gal apenas respondeu que "entendeu perfeitamente" o que o diretor quis dizer e que não teve problemas para entender o idioma inglês.

Já Fisher foi novamente às redes sociais acusar o diretor de mentir publicamente e ironizou as palavras de Whedon. "Parece que conseguiu dirigir um Ultimato no fim das contas. Ao invés de falar sobre todas as mentiras e palhaçadas de hoje, eu estarei celebrando o legado do reverendo Dr. Martin Luther King Jr. Amanhã, o trabalho continua", escreveu o ator no Twitter.

As acusações do elenco de Liga da Justiça levaram a Warner a iniciar uma investigação interna para apurar o comportamento de Whedon nos bastidores. Após entrevistas com inúmeras pessoas ligadas à produção, o estúdio optou por afastá-lo da produção de The Nevers, série da HBO criada pelo diretor.

Confira a resposta de Ray Fisher na íntegra:


Leia também

Enquete

Com quem Irma merece ficar em Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.