Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

FECHADO ATÉ 2022

Sem espaço, autores da Globo esperam três anos na fila para emplacar novela

REPRODUÇÃO/TV CULTURA

O autor Alcides Nogueira em entrevista ao programa Persona em Foco, da TV Cultura, em junho deste ano

Autor Alcides Nogueira entregou novo projeto à Globo, mas terá de esperar 3 anos para vê-lo sair do papel

DANIEL CASTRO

dcastro@noticiasdatv.com

Publicado em 19/12/2019 - 5h22

Autor de Tempo de Amar, encerrada em março de 2018, Alcides Nogueira acabou de entregar uma sinopse de uma novela das seis, baseada no livro A Intrusa, de Júlia Lopes de Almeida (1862-1934). A proposta de trama de época foi muito bem recebida, mas se for aprovada e vier a ser executada, isso só acontecerá no segundo semestre de 2022. Ou seja, Nogueira terá de esperar quase três anos para ver seu projeto realizado.

Isso é consequência do planejamento de longo prazo que a área de teledramaturgia diária da Globo adotou nos últimos anos, fato que permitiu o lançamento de um número recorde de novos autores, 18 desde que Silvio de Abreu assumiu o departamento, em 2014.

A Globo já tem planejadas todas as novelas que exibirá até 2023. A lista completa com a ordem de entrada de autores é mantida em sigilo, porque pode mudar ou ser furada por Walcyr Carrasco, o mais bem-sucedido do horário nobre na última metade desta década.

O Notícias da TV, contudo, obteve com exclusividade a lista de todas as novelas já definidas para a faixa das 18h. 

Em março, ao final de Éramos Seis, estreia Nos Tempos do Imperador, de Alessandro Marson e Theresa Falcão, dando continuidade à história do Brasil encenada em 2017 em Novo Mundo. A produção marcará a volta de Selton Mello às novelas, depois de 20 anos.

Em setembro, chega Além da Ilusão, de Alessandra Poggi, lançada em 2017 como autora de Os Dias Eram Assim.

Já em 2021, Bruno Luperi, que dividiu com o avô, Benedito Ruy Barbosa, a autoria de Velho Chico (2016), assinará Arroz de Palma, com direção de Rogério Gomes (O Sétimo Guardião). O Selvagem da Ópera, de Maria Adelaide Amaral e direção de Denise Saraceni, que inicialmente seria a novela das onze de 2020, virá na sequência.

Na virada de ano, a Globo promoverá o retorno de outro veterano do horário nobre, fora do ar desde 2015. O consagrado Gilberto Braga (de Dancin' Days, em 1979, e Vale Tudo, de 1988) dividirá com Denise Bandeira a trama que leva o nome de Feira das Vaidades, a ser dirigida por Dennis Carvalho.

Assim, novos postulantes a uma vaga na faixa das 18h, como Alcides Nogueira, terão de esperar pelo menos até a metade de 2022 para para verem seus projetos realizados. A não ser que ocorra alguma reviravolta folhetinesca.

Na fila das 19h e das 21h, já estão confirmados projetos que irão ao ar até 2021. Na faixa das 19h, virão Salve-se Quem Puder, de Daniel Ortiz, a estrear no final de janeiro; Amor em Ação (título provisório), de Claudia Souto (autora de Pega Pega); e A Morte Pode Esperar (título também provisório), de Mauro Wilson.

No horário mais nobre, vêm aí Em Seu Lugar, de Lícia Manzo; uma nova história que João Emanuel Carneiro está desenvolvendo; e Roda da Fortuna, de Maria Helena Nascimento (de Rock Story).


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?