Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DESAFIO

Nervosismo de Maju Coutinho no Jornal Hoje acende alerta na Globo

Reprodução/TV Globo

Maju Coutinho no cenário do Jornal Hoje, na Redação da Globo, em São Paulo

Maju Coutinho gesticula durante o Jornal Hoje de segunda-feira, em que cometeu oito erros ao vivo

DANIEL CASTRO

dcastro@noticiasdatv.com

Publicado em 9/10/2019 - 5h23
Atualizado em 9/10/2019 - 15h38

Aposta da Globo para renovar o Jornal Hoje e alavancar o ibope vespertino, Maju Coutinho não está conseguindo esconder a pressão. Ela tem errado muito na apresentação das notícias, o que disparou o alerta na emissora. Seu nervosismo foi assunto de reunião dos principais diretores de Jornalismo da Globo na segunda-feira (7). Ontem, ela já apareceu com uma postura diferente, mais tranquila e falando pausadamente --mas continuou errando.

Na edição de segunda-feira do JH, com uma Maju acelerada e gesticuladora, o Notícias da TV contou oito erros. Ela comeu o "a" ao falar "a partir de hoje" e chutou o pau da barraca da gramática ao soltar frases como "a maioria estão" e "as manchas de óleo continua". Errou o nome da correspondente em Londres, interrompeu Eliana Marques no quadro do tempo e se atrapalhou ao dizer "sustentabilidade".

No JH de ontem (8), Maju reduziu os erros para seis. Engoliu um "m" ao falar "desastre abiental", esqueceu do plural em "23 amostra" e errou a concordância de gênero com "aquela divórcio". Mesmo tomando cuidado com as palavras grandes, se embananou com "parlamentares".

São erros aparentemente inofensivos, mas que afetam, sim, a percepção que o telespectador tem do telejornal. Erros de leitura de teleprompter, confusão com nomes e movimentação das mãos na altura do peito o tempo todo indicam insegurança, e insegurança não combina com credibilidade.

Nos bastidores da Globo, a torcida é grande para Maju; afinal, ela é uma pessoa querida, simpática, humilde e alegre. Mas há também aqueles que colocam o dedo na ferida e apontam que lhe falta maturidade, que há profissionais mais experientes e competentes para o lugar que ela ocupa.

Além disso, a estreia de Maju não trouxe nenhum impacto ao ibope do Jornal Hoje, que precisa subir para ajudar o Se Joga na dura missão de bater o quadro A Hora da Venenosa, da Record.

Na semana passada, a primeira do Hoje sob o comando de Maju, o telejornal anotou 11,6 pontos na Grande São Paulo, um décimo a menos do que na semana anterior. A marca está dentro da oscilação de setembro, que variou de 11,3 a 12,4 pontos por semana --essas médias não consideram o sábado.

Confira alguns erros de Maju nas edições de segunda e ontem do JH:

Globo nega

Após a publicação deste texto, a Globo enviou a seguinte nota, atribuída a Ali Kamel, diretor-geral de Jornalismo:

"É falsa a informação de que houve a reunião mencionada no comentário de Daniel Castro. Não houve reunião, Maju Coutinho tem brilhado na apresentação do Jornal Hoje, superando todas as melhores expectativas. O Jornal Hoje, com Maju, e em horário diferente (começa e termina mais tarde), teve crescimento de audiência considerando a faixa horária."

"É espantoso que um jornalista especializado em TV não entenda a diferença entre a linguagem de improviso e aquela lida de um teleprompter. Por último, e fundamentalmente, Maju Coutinho não é apenas uma profissional querida, simpática, humilde e alegre, como a define o jornalista. Ela é antes uma jornalista brilhante, talentosa, absolutamente preparada, que chegou ao Jornal Hoje exclusivamente por seus méritos profissionais. Defini-la como Daniel Castro a definiu revela apenas os preconceitos do próprio jornalista".

Nota da Redação: O Notícias da TV mantém todas as informações publicadas e lamenta que o diretor de Jornalismo da Globo, autor de um livro que prega que não existe racismo no Brasil, tente confundir jornalismo com preconceito.

(Colaborou PAOLA ZANON)


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?