Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PUNIÇÃO

Will Smith é banido por 10 anos do Oscar após tapa em Chris Rock; astro responde

REPRODUÇÃO/ABC

Will Smith no Oscar 2022

Will Smith no Oscar 2022; ator foi banido da Academia por dez anos após dar tapa em Chris Rock

ANDRÉ ZULIANI

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 8/4/2022 - 16h25
Atualizado em 8/4/2022 - 16h48

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou nesta sexta-feira (8) que Will Smith está banido por dez anos de qualquer evento ou transmissão relacionado à organização após o tapa dado em Chris Rock no Oscar 2022. Isto também inclui as próximas edições da premiação. Após a decisão, o astro de King Richard afirmou "aceitar e respeitar a decisão da Academia".

A decisão foi confirmada por David Rubin, presidente da Academia, e Dawn Hudson, CEO da organização, em comunicado oficial enviado a todos os membros.

"O Conselho decidiu, por um período de dez anos a partir de 8 de abril de 2022, que o Sr. Smith não poderá participar de nenhum evento ou programa da Academia, pessoalmente ou virtualmente, incluindo, mas não se limitando ao Oscar", diz o início do comunicado.

No texto, os executivos chamam o comportamento de Smith no Oscar 2022 de "inaceitável e prejudicial", mas desejam boa sorte ao agora ex-membro da Academia. "Também esperamos que isso possa iniciar um tempo de cura e restauração para todos os envolvidos e impactados", afirmou a dupla no fim do comunicado oficial.

No aguardo da decisão da Academia, realizada após uma reunião emergencial adiantada por membros e executivos, Will Smith já havia tomado a decisão de renunciar ao seu posto na organização. O ator informou publicamente a sua saída em 1º de abril --uma semana antes do anúncio de seu banimento.

Segundo o site Deadline, com rumores de que o conselho da Academia, que conta com mais de 50 pessoas, estava considerando fortemente uma expulsão de uma década como parte de "processos disciplinares", a decisão do ator efetivamente neutralizou a organização.

Ainda de acordo com a publicação, a Academia cogitou inúmeras punições a Smith pelo tapa em Chris Rock. A lista inclui "desconvites" para futuros prêmios, multas e até um processo judicial por manchar a marca Oscar. No entanto, nunca houve a possibilidade de Smith perder o prêmio de melhor ator.

A decisão revelada hoje, no entanto, não menciona se Smith está impossibilitado de receber novas indicações ao Oscar no futuro. Isto seria um movimento sem precedentes na Academia e poderia ser mal visto, segundo fontes da publicação. O fato é que o ator não poderá seguir com a tradição da cerimônia e entregar o prêmio de melhor atriz à vencedora da edição do ano que vem.

Questionado pelo site Page Six sobre a decisão do conselho, Smith afirmou "aceitar e respeitar a decisão da Academia". Após a agressão, o astro decidiu se internar em uma clínica de reabilitação para lidar com a rejeição do público e controlar o estresse.

Por causa da confusão no Oscar, futuros projetos encabeçados pelo ator foram engavetados. De acordo com a revista The Hollywood Reporter, a Netflix decidiu ser mais cautelosa com a produção de Fast and Loose, filme que tinha Smith como protagonista, enquanto a Sony paralisou o desenvolvimento de Bad Boys 4.


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.