Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PARA MARATONAR

Sem nada para fazer, Marina Ruy Barbosa vira 'sommelier' de séries

ALEX CARVALHO/TV GLOBO

Marina Ruy Barbosa como Malvina em Amorteamo, série da Globo de 2015

Marina Ruy Barbosa como Malvina em Amorteamo; série é uma das indicações da ruiva para a quarentena

REDAÇÃO

Publicado em 22/3/2020 - 5h21

Sem nada para gravar em 2020, Marina Ruy Barbosa virou "sommelier" de séries nas redes sociais. A atriz, que está morando em Los Angeles, nos Estados Unidos, está aproveitando a quarentena imposta pelo novo coronavírus para mostrar seus conhecimentos televisivos e sugerir produções para quem está isolado em casa.

"Acho que a gente pode aproveitar esse momento para colocar em dia algumas coisas: arrumar a casa, aprender receitas novas, ler aquele livro que está guardado na sua casa e que você não terminou", listou ela, que também revelou algumas atrações televisivas para matar o tempo.

Confira seis séries sugeridas pela ruiva para maratonar na quarentena:

Areia Movediça

A produção sueca de 2019 conta a história de Maja (Hanna Ardéhn), uma adolescente de Estocolmo. Após uma tragédia em sua escola, a estudante é julgada por assassinato. "Li o livro e amei. É uma série sueca de drama e suspense que mostra também relacionamento abusivo, uso de drogas, estupro etc.", disse Marina. O obra está disponível na Netflix.

The Sinner

A série acompanha o detetive Harry Ambrose (Bill Pullman) em duas investigações distintas. Na primeira temporada, ele está no caso de uma mulher que ataca um rapaz no meio de uma praia. Na segunda, investiga uma seita. "Essa é uma das minhas prediletas. Eu sou viciada em tudo de investigação e crime. A Jessica Biel (Cora) tem uma atuação maravilhosa e a história é muito interessante", escreveu a atriz sobre a primeira leva de episódios. A produção está na Netflix.

Olhos que Condenam

A minissérie criada por Ava Duvernay conta o caso real de cinco jovens negros e latinos condenados injustamente pelo estupro de uma mulher branca em Nova York, em 1989. "É um soco no estômago. A principal temática e debate da produção: a invisibilidade dos jovens negros, que historicamente estão entre os que mais morrem e os mais encarcerados do mundo. São só quatro episódios com essa história real, que revela um dos maiores erros do sistema judiciário norte-americano", decretou Marina sobre uma das melhores estreias da Netflix em 2019.

Big Little Lies

O drama conta como as vidas de três mulheres, interpretadas por Reese Witherspoon, Nicole Kidman e Shailene Woodley, se cruzam após uma menina ser agredida por um coleguinha de escola. "Já foi bem falada por aí, mas deve ter gente que ainda não viu. A primeira temporada tem sete episódios. O elenco por si só já é mara. Elas vivem conflitos por conta de relacionamentos, da criação dos filhos e das fofocas e comentários da pequena cidade de Monterey, na Califórnia. O que se sabe logo no começo é que houve um assassinato e todas as pessoas de bem do local são potenciais suspeitas, descreve. Disponível no HBO Go.

The Morning Show

No drama de 2019, a dupla de apresentadores do programa matinal The Morning Show é desfeita. Acusado de assédio sexual, Mitch Kessler (Steve Carell) é demitido, o que deixa Alex Levy (Jennifer Aniston) sozinha na bancada. "Essa foi uma das últimas séries que assisti e vale a pena. Faz uma crítica importante sobre o assédio sexual que muitas mulheres sofrem no local de trabalho, mas de uma forma não tão pesada", conta Marina. Disponível no Apple TV+.

Amorteamo

A série de 2015, protagonizada pela própria ruiva, se passa no Recife, no início do século 20, e se estrutura em triângulos amorosos. O primeiro é formado por Aragão (Jackson Antunes), a mulher Arlinda (Letícia Sabatella) e o amante dela, Chico (Daniel Oliveira). Desse romance, nasce Gabriel (Johnny Massaro). O menino se apaixona por Lena (Arianne Botelho), mas é obrigado a se casar com Malvina (Marina Ruy Barbosa). "Só para eu ganhar um biscoito. Amorteamo foi uma das séries que mais gostei de fazer. Vamos prestigiar nossas produções brasileiras? É um melodrama sobrenatural", progandeia. Pode ser vista no Globoplay.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?