Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DECISÃO FAVORÁVEL

Processada por piada, Tatá Werneck tem vitória em disputa judicial contra a RedeTV!

REPRODUÇÃO/MULTISHOW

Tatá Werneck no palco do prêmio Multishow 2020

Tatá Werneck no palco do prêmio Multishow 2020; apresentadora processada pela RedeTV! por piada

ELBA KRISS e LI LACERDA

elba@noticiasdatv.com

Publicado em 14/5/2021 - 15h32
Atualizado em 14/5/2021 - 16h13

Tatá Werneck, 37 anos, teve uma vitória na disputa judicial movida pela RedeTV!. Processada no Tribunal de Justiça de São Paulo por fazer uma piada com o nome da emissora, a defesa da apresentadora pediu que a ação fosse movida para o Rio de Janeiro, onde ela mora. A solicitação foi acatada e agora a assessoria jurídica da empresa de Marcelo de Carvalho e Amilcare Dallevo terá que se mexer no tribunal carioca.

A desavença da RedeTV! contra Tatá começou em novembro último quando a humorista comandou o Prêmio Multishow 2020. Na ocasião, ela disse que o vestido escolhido para o evento custava "uma grade" da emissora.

"Gente, não repare, eu vim de moto direto, entendeu? Eu vim assim. Peguei no varal, tá molhada ainda. Isso aqui é o orçamento de uma grade da RedeTV!. Pelo amor de Deus gente, não quero que vocês reparem", disse no palco da premiação.

Pelo deboche, a emissora quer indenização de R$ 50 mil. Na ação, os advogados alegaram que a mãe de Clara Maria ironizou a qualidade de sua roupa e a associou "de forma totalmente descabida ao orçamento e à qualidade técnica" da empresa. Tatá foi acusada de praticar ato ilícito e causar danos morais à imagem da RedeTV! com suas piadas.

No andamento do caso, a defesa da apresentadora solicitou a mudança do processo para o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Na quinta-feira (13), o juiz Mário Sérgio Leite, da 2ª Vara Cível de Osasco, acatou o pedido da artista.

"Como tanto o domicílio da ré quanto o local do cometimento do ato supostamente ilícito localizam-se na Comarca do Rio de Janeiro – RJ, reputo ser este o foro competente para a proposição da presente ação", declarou o magistrado.

Agora, o pedido da RedeTV! deve ser redistribuído para uma das varas cíveis da comarca do Rio de Janeiro. Cabe recurso. Procurada, a emissora informou não comentar assuntos judiciais. 

Ao Notícias da TV, Ricardo Brajterman, advogado da humorista, classificou a alteração como benéfica para sua cliente. "Consideramos a decisão acertada e favorável. O processo deve correr diante do juiz competente para julgar o caso, sob risco de ocorrer o mesmo que testemunhamos no caso dos processos do ex-presidente Lula, onde a incompetência do foro de Curitiba só foi declarada cinco anos depois do ajuizamento da ação", declarou.

Entenda o caso

O processo da RedeTV! contra Tatá Werneck teve início em dezembro. A emissora não gostou da piada feita no Prêmio Multishow 2020 em que a atriz disse que seu vestido tinha o valor de uma "grade" da empresa.

Carvalho e Dallevo foram à Justiça para pedir R$ 50 mil por danos morais. No processo, os advogados dos empresários citaram uma possível perseguição de Tatá, uma vez que piadas pejorativas sobre a RedeTV! são recorrentes em seu repertório. Eles recordaram a edição de 2018 da CCXP, quando a humorista agradeceu a Deus por não ter integrado o Pânico na TV, em 2010, que era exibido pela emissora.

Nos autos, a defesa dos sócios disse que a artista "fez chacota da emissora Rede TV!, comparando em tom de ironia a qualidade de sua vestimenta à qualidade e capacidade financeira desta emissora. A ré declara, de forma inegável, que a sua roupa, molhada e amarrotada, teria o orçamento igual ou maior do que o de uma 'grade' inteira desta emissora autora, criticando grosseiramente toda a qualidade da programação, bem como, a capacidade financeira da autora".

Os advogados da empresa alegam que as citações da comediante são responsáveis por sujar a imagem da RedeTV! no mercado. "Contudo, não se pode olvidar que as atitudes da ré [Tatá] acabam por impingir nesta emissora a pecha de ser um canal de má qualidade ou ter capacidade financeira precária, prejudicando relações com investidores, talentos, anunciantes, etc.", consta na ação.

"Os comentários levados a termos pela ré abalaram enormemente a imagem desta emissora. Tais ataques repercutiram terrivelmente entre seus telespectadores e o público em geral. A autora, empresa televisiva e de mídia reconhecida nacionalmente, teve sua honra objetiva completamente maculada por comentários abusivos e sem qualquer base factual", completaram os advogados.

Na época, o representante legal da atriz disse ao Notícias da TV que a RedeTV! "perdeu completamente o senso do ridículo" e classificou o processo como "descabido", um ato desesperado para conseguir dinheiro.

"A visão da RedeTV! é tão obtusa que não conseguiu enxergar que a manifestação da Tatá foi positiva para o canal. Essa ação é um tiro no pé, pois é nítido o interesse escuso de abocanhar uma indenização indevida, fomentando a 'indústria do dano moral'', declarou.

Na sequência, a própria apresentadora ironizou o imbróglio em suas redes sociais. "Com medo da Globo e o Multishow descobrirem que faço piadas muito piores sobre o orçamento deles", escreveu ela na internet.

Por fim, a artista decidiu transformar o assunto em uma ação solidária. "O vestido que eu usei gerou uma polêmica, eu estou sendo processada, então, eu pensei: 'Como transformar uma situação ruim numa situação boa?' Já tinham me sugerido isso, eu vi no Twitter, então, eu vou leiloar esse vestido, que eu adoro muito --apesar de ter me gerado o processo-- e vou doar o dinheiro para alguma instituição", anunciou em dezembro.

Veja o trecho do Prêmio Multishow que virou motivo de processo:

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Gui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?Quanto Mais Vida, Melhor enfrentou perrengues mesmo antes de estrear; conheça a trama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas