11 ANOS DE CASA

Milhem Cortaz renega Record e diz que O Sétimo Guardião é sua primeira novela

Reprodução/TV Globo

Milhem Cortaz com Flávia Alessandra em O Sétimo Guardião: delegado tem fetiche por calcinhas - Reprodução/TV Globo

Milhem Cortaz com Flávia Alessandra em O Sétimo Guardião: delegado tem fetiche por calcinhas

REDAÇÃO - Publicado em 27/11/2018, às 18h28

O ator Milhem Cortaz apagou 11 anos de sua história em questão de minutos. Em um vídeo que gravou para o Vídeo Show, durante uma homenagem à carreira de Flávia Alessandra, o intérprete do delegado Machado disse que O Sétimo Guardião é a primeira novela de sua carreira. Ou seja: ele "esqueceu" os nove trabalhos do gênero que fez na Record.

No Vídeo Show desta terça (27), Flávia participou do quadro Meu Vídeo É um Show e, enquanto revisitava trabalhos antigos, foi presenteada com a mensagem de Cortaz. "Estou tão feliz de, na minha primeira novela, ter como parceira você, meu par romântico, uma mulher tão linda que está me deixando cada dia mais lindo", disse ele, aos risos.

O problema, claro, é que o delegado que tem tara por calcinhas está longe de ser a primeira novela do ator de 45 anos. Na verdade, não é sequer a primeira novela dele na Globo: seu currículo registra pontas em A Próxima Vítima (1995), Torre de Babel (1998), Desejos de Mulher (2003) e Da Cor do Pecado (2004).

Ele migrou para a Record em 2005, com uma participação em A Escrava Isaura e, na sequência, com seu primeiro papel fixo em Essas Mulheres, que atualmente é reprisada nas tardes da emissora.

Milhem Cortaz atuou em mais sete novelas da rede de Edir Macedo: ele esteve em Cidadão Brasileiro (2006), Bicho do Mato (2006), Vidas Opostas (2007), Chamas da Vida (2008), Poder Paralelo (2009), além das novelas bíblicas Os Dez Mandamentos (2015) e A Terra Prometida (2016).

munir chatack/record

Cortaz viveu Calebe em duas novelas da Record: Os Dez Mandamentos e A Terra Prometida

A passagem do ator pela Record também rendeu papéis nas minisséries Sansão e Dalila (2011) e Plano Alto (2014), além das séries Fora de Controle (2012), Milagres de Jesus (2014) e Conselho Tutelar (2016). Tudo varrido para debaixo do tapete.

Em nome da valorização da dramaturgia da Globo, Cortaz se apresentou como um novato no Vídeo Show. "Eu ando aprendendo tanto com você, com a sua generosidade, com o seu companheirismo, com a sua boa vontade, com a sua paciência comigo. Eu digo que o Joubert jamais existiria sem você, sem essa cumplicidade que a gente tem juntos", elogiou ele para Flávia.

O curioso é que foram justamente os papéis viris que Milhem Cortaz acumulou na emissora concorrente que renderam a ele o convite de Aguinaldo Silva para O Sétimo Guardião. A própria intérprete da fogosa Rita de Cássia disse no Vídeo Show que nenhum outro ator poderia viver o delegado.

"Para esse personagem, só ele poderia fazer. Porque é aquele homem com vozeirão e másculo, mas que veste calcinha e fica doce e suave. Tinha que ser ele. E eu é que estou aprendendo, porque é um ator maravilhoso", disse Flávia Alessandra.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O Vídeo Show tem salvação?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook