Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

METRALHADORA

Maria Zilda Bethlem entrega que beijou ator com mau hálito na Globo; saiba quem é

ESTEVAM AVELLAR/TV GLOBO

Maria Zilda Bethlem em foto de divulgação da novela Aquele Beijo (2011), na Globo

Maria Zilda Bethlem em foto de divulgação da novela Aquele Beijo (2011), na Globo; atriz entregou mau hálito de ator

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 30/10/2020 - 23h24

Em mais uma noite de "lives da alegria", como costuma chamar suas transmissões ao vivo, Maria Zilda Bethlem disparou sua metralhadora de revelações em bate-papo com Murilo Rosa. Nesta sexta-feira (30), a atriz de 67 anos entregou que passou sufoco nas gravações de Bebê a Bordo (1988), na Globo. O motivo? O mau hálito de José de Abreu, seu par romântico. "Era uma coisa insuportável", detonou.

Na trama de Carlos Lombardi, a atriz interpretou Ângela, uma solteirona apaixonada pela voz de um locutor de rádio, com quem tinha sonhos sensuais apesar de nunca ter conhecido pessoalmente.

"Eu tinha uma paixão [na trama]. E [nas cenas] só apareciam os pés do personagem porque era tudo fruto da minha imaginação. Até que decidiram quem seria o ator [para interpretar]. Foi decidido que seria o José de Abreu", relembrou.

Maria Zilda Bethlem (Ângela) e José de Abreu (Tonhão) em cena de Bebê a Bordo, na Globo

O galã, então, entrou no elenco para viver Tonhão, o locutor dos sonhos de Ângela. No entanto, segundo Maria Zilda, ele não estava em uma bom momento da vida pessoal, e contracenar com o amigo não foi nada agradável.

"Ele estava numa fase muito doida. Bebia demais. E ele estava tão compulsivo que tinha umas cenas que a gente ficava amarrado numa árvore, um de costas para o outro. Você sabe que ele obrigava o contrarregra a dar a cachaça na boca dele?", entregou ela.

"Então, cara, quando era cena de beijo… Porra, a pessoa que fuma pra caramba. Sabe?", exclamou. "A pergunta foi: você já beijou alguém com bafo? Já! Era uma coisa insuportável. Evidentemente, ele bebia. Era [cena] externa. Ele suado. Já tinha o cheiro do suor, mais o do cigarro, mais o da bebida. Era uma coisa insuportável. O Zé era um bicho", disparou.

Ainda em conversa com Rosa, a artista contou que teve um caso com Abreu anos antes, em 1978, nos bastidores do filme A Intrusa. Na época, sem a presença do mau hálito, ela viveu um romance com o parceiro. Porém, o problema foi outro. Ele era casado com a atriz Nara Keiserman.

"Eu não sabia que ele era casado. Fomos apresentados e é aquela coisa de cinema, de locação. Você está lá um mês com a pessoa, acaba tendo um namorico", assumiu. O affair com o ator foi revelado anteriormente por ela em seu livro, A Caçadora de Amor, lançado em 2019.

Em seu retorno às transmissões ao vivo no Instagram, na quinta-feira (29), Maria Zilda falou sobre a troca de favores sexuais por trabalho na Globo. "Eu sei muito bem como aquilo funcionava. Não é o teste do sofá. É o teste do cu", detonou. 

Veja vídeos da live de Maria Zilda Bethlem com Murilo Rosa no Instagram:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Maria Zilda Bethlem (@mzbethlemoficial) em

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Maria Zilda Bethlem (@mzbethlemoficial) em

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Maria Zilda Bethlem (@mzbethlemoficial) em


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?